5 eventos ao vivo

Pandemia de Covid-19 deixa mais de 139 mil vítimas no Brasil

Balanço revela que país tem mais de 4,6 milhões de infectados

24 set 2020
18h37
atualizado às 18h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2 provocou mais de 139 mil mortes em todo o Brasil, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta-feira (24).

Balanço revela que país tem mais de 4,6 milhões de infectados
Balanço revela que país tem mais de 4,6 milhões de infectados
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O novo balanço revela que 831 pessoas perderam a vida no período de 24 horas, elevando o número total de óbitos para 139.808, com taxa de letalidade de 3%.

Ainda segundo o Conass, o país contabiliza 4.657.702 casos de Covid-19, sendo que 32.817 foram diagnosticados entre ontem e hoje. O índice de mortalidade é de 66,5 cidadãos por cada 100 mil habitantes.

Apesar de os números mostrarem uma desaceleração na quantidade de casos e mortes pela doença, especialistas ainda consideram que a pandemia está em alta e, por isso, os brasileiros precisam manter as medidas de proteção. A média móvel de casos em sete dias caiu de 29.400 para 28.902, enquanto a de morte permanece em 696.

São Paulo continua com o maior número de contaminações. Desde o início da pandemia no Brasil, a região registra 958.240 casos e 34.677 mortes.

No ranking de estados com mais casos também aparecem a Bahia (301.248), Minas Gerais (278.901), Rio de Janeiro (257.985), Ceará (237.108) e Pará (224.302).

Em relação aos óbitos, o Rio de Janeiro está em segundo lugar, com 18.037 vítimas. Na sequência estão: Ceará (8.882), Pernambuco (8.110), Minas Gerais (6.983), Pará (6.502) e Bahia (6.455). O estado fluminense, no entanto, permanece com a maior taxa de letalidade, 7%.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade