PUBLICIDADE

Ninguém aceitará retrocesso no Estado de Direito e na democracia, diz Pacheco

20 set 2021 14h17
ver comentários
Publicidade

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou ter a convicção de que ninguém aceitará qualquer tipo de retrocesso no Estado de Direito e na democracia no país, após ter dito que tem faltado respeito entre as instituições.

14/04/2021
REUTERS/Adriano Machado
14/04/2021 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Nenhum retrocesso ao Estado de Direito, nenhum retrocesso à democracia. Eu tenho absoluta convicção que ninguém assimilará uma ideia que imponha algum tipo de retrocesso nesses dois conceitos", afirmou Pacheco, durante encontro organizado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) em Campinas.

No evento, o presidente do Senado destacou que é preciso haver cooperação entre todos, independentemente dos partidos e da ideologia. Ainda assim, ele disse que jamais haverá subserviência ao governo federal e o Congresso não será subjugado pelo Poder Judiciário.

Para Pacheco, cujo nome tem sido aventado para concorrer ao Palácio do Planalto, o recomendado no momento é que a competição entre políticos e partidos só ocorra no momento oportuno, que é o ano eleitoral de 2022.

O residente do Senado, que também é o presidente do Congresso, defendeu que é preciso ter cooperação para se enfrentar o que chamou de "verdadeiros inimigos", citando a fome, o desemprego e a crise hídrica.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade