PUBLICIDADE

Juiz que ordenou prisão de ex-ministro da Educação sofre ameaças, diz Justiça

23 jun 2022 12h22
ver comentários
Publicidade

O juiz federal Renato Borelli, da 15ª Vara Federal de Brasília, responsável por decretar a prisão preventiva do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, está sendo alvo de ameaças, segundo informou a Justiça Federal no Distrito Federal nesta quinta-feira.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o juiz recebeu "centenas de ameaças", muitas delas pela internet, de grupos de apoio ao ex-ministro. Acrescentou que pedidos de investigação foram encaminhados para a Polícia Federal.

Na véspera, Milton Ribeiro foi preso pela PF por ordem de Borelli em uma operação da Polícia Federal destinada a investigar possível tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos de um fundo ligado à pasta.

O caso tem forte impacto político e potencial de atingir a campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

Nesta quinta, segundo informou a CNN Brasil, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou um pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do ex-ministro.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade