1 evento ao vivo

Filha de Temer depõe por 3 h à PF em inquérito dos portos

3 mai 2018
19h15
atualizado às 19h29
  • separator
  • comentários

A filha do presidente Michel Temer, a psicóloga Maristela Temer, depôs nesta quinta-feira por mais de três horas à Polícia Federal em São Paulo no chamado inquérito dos portos.

Presidente Michel Temer conversa com jornalistas em Brasília
27/03/2018 REUTERS/Adriano Machado
Presidente Michel Temer conversa com jornalistas em Brasília 27/03/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

O presidente é o principal alvo dessa investigação, aberta no ano passado para apurar se ele recebeu propina para editar um decreto que beneficiava a Rodrimar, empresa com atuação no setor portuário.

Maristela entrou no radar das investigações depois de terem surgido suspeitas de que a reforma da sua casa, na capital paulista, tenha sido custeada em dinheiro vivo pelo coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer e que chegou a ser preso temporariamente no curso do inquérito.

Delatores da J&F, holding que controla a JBS, acusaram o coronel de ser um dos intermediários de Temer no suposto recebimento de vantagens indevidas. As defesas de Temer e do coronel negam irregularidades.

O depoimento de Maristela foi colhido pelo delegado Cleyber Malta, que comanda o inquérito, em uma sala reservada no aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo.

O advogado dela, Fernando Castelo Branco, disse à Reuters que o depoimento de Maristela foi "muito bom, apesar de longo". "Acredito eu (que foi) necessário para elucidar todos os pontos que a autoridade policial tinha para esclarecer", afirmou.

Segundo o defensor, Maristela foi ouvida na condição de testemunha e disse que "ela não é investigada" sob nenhum aspecto.

Recentemente, a PF pediu a prorrogação do inquérito dos portos por mais 60 dias. O relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, pediu uma manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, antes de decidir se aceita o pedido.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade