0

FCA anuncia ações de combate a pandemia no Brasil

Empresa está apoiando construção de hospitais de campanha

3 abr 2020
13h28
atualizado às 14h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciou uma série de ações para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil, com medidas que vão desde doações às autoridades sanitárias até a montagem de hospitais de campanha.

Fábrica da FCA em Goiana, em Pernambuco
Fábrica da FCA em Goiana, em Pernambuco
Foto: EPA / Ansa - Brasil

"Estamos trabalhando em cooperação estreita e altamente positiva com todas as esferas governamentais, tendo como prioridade contribuir de forma efetiva nas áreas onde há maior necessidade. O momento pede união de esforços, e a FCA faz questão de se fazer presente e atuante", diz o presidente do grupo na América Latina, Antonio Filosa.

O executivo lidera um comitê interno que faz reuniões diárias para discutir ações de cooperação no combate à pandemia. O programa da FCA é baseado em três pilares: contribuições para a instalação de hospitais de campanha em Betim (MG) e Goiana (PE); uso da expertise e recursos da empresa para a produção e oferta de itens hospitalares estratégicos; e doações e comodato de recursos e materiais diversos para apoio à área da saúde.

Os hospitais de campanha ficarão nas cidades que abrigam fábricas da FCA no Brasil. Em Goiana, serão 100 leitos, e a estrutura deve ser entregue na segunda quinzena de abril e será operada pelo governo pernambucano. Após a crise, o hospital continuará a serviço a população.

Já o de Betim está sendo montado no Fiat Clube, área recreativa e esportiva da FCA, e terá 200 leitos instalados pela Prefeitura. As obras para adaptação começaram na última sexta-feira, dia 27, e o início de operação está previsto para esta semana.

Além disso, a Fiat Chrysler está mobilizando recursos, profissionais e expertise para acelerar a produção de ventiladores pulmonares no Brasil. O equipamento é decisivo para o tratamento dos casos mais graves da Covid-19, pois é utilizado para compensar a insuficiência respiratória dos pacientes.

O Brasil conta com 65.235 ventiladores, sendo 17.837 na rede privada e 47.398 no Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com dados da LifesHub Analytics e da Associação Catarinense de Medicina (ACM). O Governo Federal planeja adquirir mais 15 mil no curto prazo, mas a capacidade instalada para produção desses equipamentos no país, estimada em cerca de mil unidades por mês, não consegue atender à demanda emergencial em tempo hábil.

A FCA também está dando suporte a fabricantes nacionais do equipamento para identificar e ajudar a resolver suas necessidades, principalmente nos setores de compras, logística e engenharia, além da busca por fontes de financiamento Além disso, os polos automotivos de Betim e Goiana serão pontos de recebimento e manutenção de ventiladores fora de operação, servindo como bases de mão de obra e recursos técnicos para os estados de Minas Gerais, Pernambuco e Paraíba.

Também dentro do polo automotivo Fiat, em Betim, a FCA está mobilizando know-how das áreas de engenharia, design e manufatura para a produção em impressoras 3D de protetores faciais plásticos, amplamente utilizados pelos profissionais da saúde no atendimento a pacientes da Covid-19. A FCA vai fabricar cerca de 2 mil peças, todas a serem destinadas para doação a serviços de saúde de Minas Gerais e Pernambuco.

Veja também:

Em 'live' com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro cita 'momento de ruptura'
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade