0

Decreto sobre posse de armas deve sair na sexta, diz Doria

Governador de São Paulo se encontrou com o presidente da República no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (10)

10 jan 2019
14h00
atualizado às 15h04
  • separator
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro deve assinar nesta sexta-feira o decreto que flexibiliza a posse de armas no país, informou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), depois de uma reunião no Palácio do Planalto.

O decreto preparado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública está sendo finalizado na Casa Civil e prevê o aumento do prazo para renovação da autorização de posse de cinco para 10 anos, regras mais claras para comprovação de necessidade da posse da arma e a ampliação de casos considerados para essa necessidade, como morar em área rural ou em cidades com mais de 10 mil homicídios por 100 mil habitantes.

Governador de São Paulo, João Doria, e presidente Jair Bolsonaro
14/11/2018
REUTERS/Adriano Machado
Governador de São Paulo, João Doria, e presidente Jair Bolsonaro 14/11/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Já na primeira semana de governo, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que esta deveria ser a primeira medida anunciada pelo governo por ser uma promessa de campanha de Bolsonaro.

CEAGESP

O governador de São Paulo informou ainda, ao sair do encontro, que tratou da privatização da Ceagesp, que pertence ao governo federal.

Segundo Doria, a intenção do governo de São Paulo é, na privatização, ceder uma outra área, três ou quatro vezes maior, e à beira de uma rodovia, para facilitar o escoamento de produtos. Na atual área da Ceagesp seria criado um pólo de tecnologia.

Doria explicou ainda que conversou com o governo federal sobre o ferroanel de São Paulo e o trem intercidades.

"É uma ação em conjunto com o governo federal que levaria os trens até o vale da Paraíba e a região metropolitana de Campinas", explicou, frisando que tanto o ferroanel quando o intercidades seriam feitos com investimento privado. "Estamos convencidos que agora vai sair do papel."

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade