0

Com nova remuneração do FGTS é como se trabalhador tivesse participação no lucro de uma empresa, diz Temer

10 ago 2017
16h19
atualizado em 15/8/2017 às 17h38
  • separator
  • comentários

O presidente Michel Temer disse que a nova remuneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e os recursos que serão depositados no fundo pela Caixa Econômica Federal representam como se os trabalhadores tivessem participação no resultado de uma empresa.

Minutos antes, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, disse que a nova sistemática a ser adotada elevará a remuneração do FGTS em 2017 dos 5,11 por cento regulamentares para 7,14 por cento.

A medida faz parte de um sistema que prevê a distribuição de parte dos resultados dos investimentos do FGTS aos trabalhadores. Na prática, metade do lucro líquido de 14,55 bilhões de reais obtidos pelo fundo em 2016, 7,28 bilhões de reais, serão repassados a cerca de 88 milhões de trabalhadores, segundo a Caixa.

Em seu discurso, o presidente afirmou que o governo não mente para o povo brasileiro e toma medidas indispensáveis.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade