0

Volume de chuvas em fevereiro em São Paulo já é o maior desde 1999

Em apenas 11 dias, caíram sobre São Paulo 342,7 mm de chuva, superando em 37% o esperado para o mês inteiro, que é de 249,7 mm

11 fev 2020
21h04
  • separator
  • 0
  • comentários

SÃO PAULO - O volume de chuvas que caiu na capital paulista nos primeiros 11 dias de fevereiro faz deste mês o mais molhado na cidade desde 1999. Com a precipitação registrada ao longo do dia, o acumulado desde o dia 1º foi de 342,7 mm, superando em 37% o esperado para o mês inteiro. A chamada "normal climatológica" para o mês é de 249,7 mm, de acordo com registro do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Nas 24 horas entre 9h de domingo e 9h de segunda, caíram em São Paulo 114 mm, o maior volume para o período de 24 horas desde 1983. Com o temporal histórico, as marginais dos Rios Pinheiros e Tietê transbordaram e a cidade ficou caótica.

Segundo o Inmet, este acumulado já é o 8° maior para o mês no registro histórico, que teve início em 1943. É o maior desde 1999, quando choveu ao longo do mês 369,8 mm. O recorde do mês de fevereiro no histórico é de 445,5 mm, registrado no ano de 1995.

Com as chuvas, a temperatura na cidade despencou. A máxima desta terça-feira foi de 20,7°C, a menor para a cidade desde outubro de 2019. Ainda de acordo com o Inmet, é a segunda temperatura mais baixa para o mês desde 2005. Em 6 de fevereiro do ano passado, a máxima foi de 19,5°C.

Ao longo do dia, apesar de a maior parte da cidade ter voltado ao normal, alguns bairros ainda sofriam com os alagamentos, e o estrago era relativamente democrático. Sofriam tanto bairros de classe média alta, como a Vila Leopoldina, na zona oeste, e também a periferia da cidade, como a Vila Itaim e Vila Alabama, na zona leste.

Em todo o Estado, pelo menos cinco pessoas morreram em decorrência dos temporais que também atingiram o interior.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade