PUBLICIDADE

Vai ao Parque do Ibirapuera? Visite a feira de artes gráficas do Museu Afro Brasil

Evento gratuito valoriza a diversidade étnico-racial em produções artísticas e integra a Semana Nacional de Museus

17 mai 2024 - 16h06
(atualizado às 16h51)
Compartilhar
Exibir comentários

O Museu Afro Brasil Emanoel Araujo, no Parque do Ibirapuera, promove neste sábado, 18, a quinta edição da feira de artes gráficas MAB Margens, reunindo 19 artistas e coletivos que retratam a diversidade social brasileira em seu portfólio. O evento tem entrada gratuita.

A feira integra a programação da 22ª Semana Nacional de Museus. Joyce Farias, pesquisadora do Museu Afro Brasil e integrante da comissão de realização da Mab Margens 2024, explica que as "artes gráficas evidenciam aspectos gráficos em diferentes linguagens visuais, como as diversas técnicas de gravura, mas também os desdobramentos de processos de reprodutibilidade de imagens e suas inúmeras experimentações de suportes e impressões".

As "margens" fazem referência aos artistas e coletivos que nem sempre são visibilizados no cenário das artes visuais. Além de promover as trocas com o público, o evento oferece aos artistas um espaço importante de divulgação e comercialização. "A Mab Margens assume esse ponto crítico para legitimar produções que nem sempre alcançam os espaços consolidados de arte hegemônica", diz Joyce Farias.

Entre os expositores estão Hanna Gomes, CaiOshima e Neia Martins, além dos coletivos Anansi Lab, que promove letramento racial por meio de livros e revistas, e o Xiloceasa, formado por moradores da periferia que expõem suas ideias e desejos do cotidiano pela arte.

"Vai além de estar à margem do museu, é estar dentro. Não é a parede que nos distancia, porque a MAB é o quintal do Museu, aberto para comer, dançar, enfeitar, apreciar, rezar e celebrar", disse o educador e multiartista Guinho Nascimento, do Galo Preto Ateliê.

Oficina de estamparia

Além da exposição, a feira vai oferecer uma oficina de estamparia em tecido com artistas do Jardim Miriam Arte Clube (Jamac). A educadora Izabel Gomes utiliza materiais simples e acessíveis para a criação de padrões únicos em panos de prato, criando desenhos a partir de memórias pessoais e coletivas.

Não é necessário ter experiência prévia para participar, mas as vagas são limitadas. As inscrições podem ser feitas via site do Museu Afro Brasil.

Instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas de São Paulo, o Museu Afro Brasil foi inaugurado em 2004, a partir da coleção particular do seu diretor curador, Emanoel Araujo (1940-2022).

É um espaço de história, memória e arte, com acervo com mais de 8 mil obras sobre diversos aspectos da cultura africana e afro-brasileira. O museu exibe parte deste acervo na exposição de longa duração e realiza exposições temporárias.

* Este conteúdo foi produzido em parceria com o Museu Afro Brasil Emanoel Araújo, espaço que expõe e valoriza a história, memória e a cultura africana e afro-brasileira

Serviço

Evento: 5ª Edição MAB Margens - Feira de Artes Gráficas

Quando: Sábado, 18/5

Horário: 12h às 18h

Ingressos: gratuito

Onde: Parque do Ibirapuera

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - portão 10 - Vila Mariana

Evento: Oficina de Estamparia em Pano de Prato com JAMAC, arte e vida em superfície

Quando: 18 de maio

Horário: 14h às 16h

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade