0

SP: famílias desabrigadas após incêndio terão aluguel social

Três pessoas morreram no incêndio que atingiu cerca de 50 barracos da comunidade da Ilha, em Heliópolis

7 jul 2013
16h45
atualizado às 16h46
  • separator
  • 0
  • comentários

A prefeitura de São Paulo confirmou neste domingo que equipes da Secretaria Municipal de Habitação irão até a comunidade da Ilha, em Heliópolis, na zona sul da capital, para cadastrar as famílias que perderam suas casas no incêndio desta madrugada para receber o aluguel social. O cadastro será feito na próxima quarta e quinta-feira e, na outra semana, as vítimas receberão a primeira parcela de três meses do benefício, totalizando R$ 1,2 mil - R$ 400 por mês.

<p>Centenas de famílias perderam suas casas e serão beneficiadas com aluguel social</p>
Centenas de famílias perderam suas casas e serão beneficiadas com aluguel social
Foto: Amauri Nehn / Brazil Photo Press

O cadastramento será conferido com formulários de agentes de saúde e também contará com o apoio da comissão de bairro para evitar distorções. Ainda de acordo com a prefeitura, no dia 30 deste mês os desabrigados receberão mais três meses de auxílio aluguel, que será renovado pelo tempo necessário até que as famílias sejam atendidas definitivamente. O projeto é a construção de moradias sociais em um empreendimento na própria região do Ipiranga, próximo do local onde as vítimas viviam.

O balanço até as 16h de hoje era de 19 feridos, sendo três em estado grave, além de outros três mortos. Os feridos foram encaminhados para o Hospital Heliópolis. Cerca de 50 barracos foram atingidos pelas chamas, que ainda tem causa desconhecida.

Atendimento às famílias
A secretaria da Assistência Social cadastrou neste domingo, 503 famílias com 860 pessoas, vítimas do incêndio. Como primeiro atendimento, foram distribuídos kits com colchões e cobertores individuais, além de itens de higiene pessoal e uma cesta básica por família. As vítimas do incêndio receberam ainda café da manhã e receberão almoço e jantar.

Aos que necessitarem de abrigo, a prefeitura disse que está avaliando possíveis locais para receber as famílias. A quadra da escola de samba Imperador do Ipiranga para onde as vítimas foram encaminhadas por solicitação da Subprefeitura da região, também está recebendo donativos para apoiar os desabrigados.

Segundo os bombeiros, foram necessárias 22 equipes, cerca de 60 homens, para controlar as chamas, que atingiram uma área de 3 mil m², 50 moradias e parte de um hospital na avenida Almirante Delamare, na altura do n° 500. O incêndio foi controlado por volta das 4h.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade