2 eventos ao vivo

SP: 3 anos atrasada, revisão do Plano Diretor trava na Câmara

15 jul 2010
09h25

Três anos atrasada, a revisão do Plano Diretor Estratégico de São Paulo está travada na Câmara de Vereadores da cidade, em meio a divergências e críticas de mais de 200 entidades. O atual plano, aprovado em 2002, na gestão de Marta Suplicy (PT), tem vigência até 2012, quando um novo projeto deve ser elaborado, mas poderia ser revisto após cinco anos, em 2007, para que as diretrizes fossem adequadas às mudanças ocorridas no período. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Sem que se tenha chegado a um acordo para votar o plano no primeiro semestre do ano, o projeto dificilmente sairá da gaveta devido às eleições. Em 2011 também há poucas chances de que haja votação, já que o plano estaria a apenas um ano de perder validade. Para o PT e entidades da sociedade civil, a revisão não deve ocorrer porque o atual plano nem foi efetivamente implantado, já que há pontos não regulamentados como planos específicos para habitação e mobiliário urbano. Afirmam, ainda, que a proposta é mais do que uma revisão, já que retira partes inteiras do plano.

Fonte: Redação Terra
publicidade