7 eventos ao vivo

vc repórter: construção espalha terra e poeira por rua do RS

Moradores de Canoas afirmam que a obra espalhou poeira, provocou buracos na rua Aurora e cobriu a via de terra

1 jul 2015
19h15
atualizado em 2/7/2015 às 12h31
  • separator
  • 0
  • comentários

A construção de um condomínio tem gerado transtornos para moradores e frequentadores da rua Aurora, em Canoas, no Rio Grande do Sul. O leitor Cristiano Walter Mendes afirmou que a obra espalhou poeira e provocou buracos na via, que agora está coberta de terra.

Tráfego de caminhões espalhou terra pela rua Aurora
Tráfego de caminhões espalhou terra pela rua Aurora
Foto: Cristiano Walter Mendes / vc repórter

Cristiano relatou que, desde outubro do ano passado, quando a empresa Nex Group iniciou a construção, os moradores da região têm procurado a prefeitura de Canoas para informar sobre os danos causados pela obra. Ele afirma que o tráfego constante de caminhões que transportam terra abriu buracos no asfalto.

Siga o vc repórter no Twitter

Procurada pelo Terra, a Nex Group afirmou que, até entrar em contato com a reportagem, não havia sido informada sobre qualquer descontentamento dos moradores da rua Aurora. A construtora disse também não ter conhecimento sobre a abertura de buracos na via, mas confirmou que o espalhamento de terra tem ocorrido, “principalmente em dias de chuva”.

A empresa afirmou que, para amenizar o problema, desde o início da obra, há funcionários encarregados de limpar as rodas dos caminhões antes de eles entrarem no trecho pavimentado da rua. A Nex Group ressaltou que “toda obra causa transtornos no seu entorno, sejam obras públicas ou privadas” e afirmou que procura amenizá-los. A construção será realizada em três fases e a última está prevista para junho de 2019.

Questionada sobre a situação da rua Aurora, a prefeitura de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Obras (SMO), informou que a Diretoria de Fiscalização esteve no local e constatou que, “realmente, há muita poeira na via”. Quanto aos buracos no pavimento, a administração municipal disse que o conserto está programado para ser executado nos próximos 10 dias.

O órgão citou dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação e afirmou a Nex Group foi notificada, no dia 27 de maio deste ano, sobre a necessidade de adotar medidas que minimizassem o impacto da obra. A SMO informou que será realizada uma nova vistoria no local e, caso seja constatada a reincidência do problema, a empresa será autuada.

Os leitores Cristiano Walter Mendes e Tais Fernandes dos Santos, de Canoas (RS), participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

vc repórter
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade