0

Resumo do dia: tragédia no Flamengo, investigação contra Flávio Bolsonaro, Gilmar alvo da Receita

Mortes em comunidades do Rio e melhora no quadro de Bolsonaro também foram destaques desta sexta-feira, 8

8 fev 2019
21h00
  • separator
  • comentários

SÃO PAULO - Dez jogadores da base do Flamengo morreram durante um incêndio no Centro de Treinamento do clube em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, na madrugada nesta sexta-feira, 8. Ainda no Rio, 13 pessoas morreram após confrontos entre suspeitos e policiais nas comunidades do Fallet, do Fogueteiro e da Coroa, em Santa Teresa. O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), é alvo de novo inquérito, desta vez no Ministério Público Federal (MPF). Já a Receita Federal investiga o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes por suspeita de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio.

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo as principais notícias desta sexta:

Incêndio no CT do Flamengo mata 10 garotos das categorias de base

Um incêndio deixou dez mortos e três pessoas feridas, uma delas em estado grave, no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. As vítimas eram atletas das categorias de base do clube, que dormiam no local. O CT não tinha certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros.

Possível lavagem de Flávio Bolsonaro também será investigada na esfera criminal

Uma nova investigação sobre o senador Flávio Bolsonaro foi aberta, desta vez no Núcleo de Combate à Corrupção do MPF. No procedimento, o órgão vai analisar a evolução patrimonial do senador. A investigação foi aberta depois de um advogado ter enviado uma denúncia contra o parlamentar.

Novo boletim médico aponta melhora no quadro de Bolsonaro; dreno e sonda são retirados

O boletim médico divulgado nesta sexta-feira, 8, aponta que o presidente Jair Bolsonaro apresentou "boa evolução clínica nas últimas 24 horas", segundo a equipe médica do Hospital Albert Einstein. O dreno colocado no abdome, há quatro dias, foi retirado pela manhã, assim como a sonda no nariz.

Bastidores: Família e ministros resistem a Mourão e governo fica à espera de Bolsonaro

O Planalto vive um momento de impasse. As previsões iniciais de que o presidente Jair Bolsonaro estivesse em condições plenas do exercício da Presidência 48 horas após a cirurgia de reconstituição do intestino, ocorrida no dia 28 de janeiro, não se confirmaram. O vice-presidente Hamilton Mourão, que chegou a assumir o comando do governo durante a operação cirúrgica de Bolsonaro, está isolado em seu gabinete - só às terças-feiras ele coordena reuniões de balanço com ministros.

'Receita não pode ser convertida numa Gestapo', diz Gilmar

O ministro Gilmar Mendes, do STF, disse ao Estadão/Broadcast que a Receita Federal não pode ser convertida nem uma Gestapo, em referência à polícia do regime nazista que investigava e torturava opositores ao regime de Adolf Hitler. O ministro vê quebra de sigilo e uso político do órgão na apuração sobre possível lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio - e estuda processar os auditores fiscais responsáveis pela investigação.

Tiroteio deixa 13 pessoas mortas em comunidades de Santa Teresa, no Rio

Confrontos entre suspeitos e policiais do Comando de Operações Especiais (COE) deixaram ao menos 13 mortos nas comunidades do Fallet, do Fogueteiro e da Coroa, em Santa Teresa, na região central do Rio de Janeiro. As vítimas ainda não foram divulgadas.

Guaidó diz que não descarta pedir intervenção americana para derrubar Maduro

O líder opositor venezuelano Juan Guaidó, que se proclamou presidente do país em janeiro, disse a uma agência de notícias internacional que não descarta autorizar uma intervenção militar dos Estados Unidos na Venezuela para tirar o presidente Nicolás Maduro do poder.

Fachin suspende decisão que liberava canal de denúncias contra professores criado por deputada

O ministro do STF Luiz Edson Fachin suspendeu liminarmente a decisão de uma desembargadora de Santa Catarina que liberava o canal de denúncias aberto contra professores pela deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL), em sua página de Facebook. A decisão acolhe recurso do Ministério Público Estadual de Santa Catarina.

Luiz Bonat é o novo juiz da Operação Lava Jato em Curitiba

Luiz Antônio Bonat é o novo juiz federal da Operação Lava Jato em Curitiba - base e origem da maior investigação já realizada no País contra a corrupção. Ele vai assumir a cadeira que foi ocupada pelo atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal da capital paranaense.

Consórcio arremata concessão do Pacaembu por R$ 111 milhões

Com um lance de R$ 111 milhões, o Consórcio Patrimônio SP arrematou a concessão do Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, hoje gerido pela Prefeitura de São Paulo. A associação reúne a empresa de engenharia Progen e o fundo de investimentos Savona.

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade