3 eventos ao vivo

Polícia prende 28 foragidos que pediram auxílio emergencial

Entre os suspeitos, 15 eram procurados por homicídio; o restante estaria relacionado a tentativas de assassinato e tráfico de droga

29 jun 2020
19h53
atualizado às 20h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

SÃO PAULO - A Polícia Civil do Amazonas prendeu 28 foragidos da Justiça que fizeram cadastro para receber auxílio emergencial do governo federal durante a pandemia do novo coronavírus.

A Polícia Civil do Amazonas prendeu 28 foragidos da Justiça
A Polícia Civil do Amazonas prendeu 28 foragidos da Justiça
Foto: SSP-AM/Divulgação / Estadão Conteúdo

Entre os suspeitos, 15 eram procurados por homicídio, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Os demais estariam relacionados a tentativas de assassinato e tráfico de drogas.

Batizada de "Afronte ao Auxílio", a operação começou na semana passada, em Manaus, e tinha como objetivo cumprir 32 mandados judiciais. Havia suspeitos com mais de um pedido de prisão.

De acordo com a SSP-AM, as investigações começaram após a Controladoria Geral da União (CGU) enviar uma lista com mais de 550 nomes de pessoas que poderiam ter recebido o auxílio indevidamente. Até o momento, a polícia teria constatado a irregularidade de 321 casos.

Ainda há casos sob investigação. "Estamos procurando dar celeridade à verificação das pessoas que receberam de forma irregular", afirmou secretário de Segurança Pública (SSP-AM), coronel Louismar Bonates. "É um absurdo que essas pessoas envolvidas com o crime tenham buscado receber o auxílio e nós estamos aqui para dar apoio à Controladoria, para que o dinheiro seja devolvido."

De acordo com a delegada-geral do Amazonas, Emília Ferraz, a operação ainda não foi encerrada. "Começamos a cumprir os mandados e as informações serão encaminhadas à Polícia Federal", disse.

Agora, além dos crimes dos quais já eram acusados, os capturados pela polícia também devem responder por falsidade ideológica e estelionato

Veja também:

Polícia investiga ação do PCC nas eleições em SP
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade