PUBLICIDADE

Polícia descobre mulher integrante do PCC após vacina contra covid

Investigada estava foragida e utilizava documento falso para despistar os policiais

21 jun 2022 - 13h54
(atualizado às 14h16)
Ver comentários
Publicidade
A mulher - cujo nome não foi revelado - usava um documento falso para despistar a polícia
A mulher - cujo nome não foi revelado - usava um documento falso para despistar a polícia
Foto: TV Record

Uma mulher que estava foragida e é acusada de integrar a facção Primeiro Comando da Capital (PCC) foi presa nessa segunda-feira, 20, em São Paulo, após ter ido a um posto de saúde para tomar vacina contra a covid-19.

Segundo informações do programa Cidade Alerta, da TV Record, a mulher - cujo nome não foi revelado - usava um documento falso para despistar a polícia.

No momento da imunização, porém, ela forneceu seu nome verdadeiro e deixou uma pista para as autoridades.

Com essa informação em mãos, os policiais localizaram o carro da foragida e conseguiram realizar a sua prisão. Na delegacia, ela confessou integrar a facção criminosa.

A mulher, segundo a polícia, tinha antecedentes criminais como roubo a banco e tráfico de drogas.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade