1 evento ao vivo

Polícia Civil apreende 470 pedras de diamantes no Mato Grosso

Suspeitos disseram que as pedras são de exploração em um garimpo na Reserva Roosevelt, em Rondônia

8 jul 2019
16h56
  • separator
  • 0
  • comentários

BRASÍLIA - A Polícia Civil apreendeu, no último sábado, 6, um total de 470 pedras de diamantes que estavam com um homem de 48 anos, em Comodoro, a 644 km de Cuiabá (MT). A apreensão ocorreu durante abordagem a um veículo que o homem dirigia, após denúncia que chegou à Delegacia de Polícia sobre o transporte pedras preciosa.

Suspeitos disseram que as pedras são de exploração em um garimpo na Reserva Roosevelt, em Rondônia  
Suspeitos disseram que as pedras são de exploração em um garimpo na Reserva Roosevelt, em Rondônia
Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL / Estadão

No carro conduzido por A.R.C.J., foram encontradas duas joias, um par de brincos e um pingente com pedrinhas de diamante e R$ 2,4 mil. O passageiro, A.C.S., de 48 anos, levava um pacote com dois montantes de diamante, um com 290 e outro com 180 pedras.

O carro vinha da cidade de Vilhena (RO), em direção Comodoro, e foi abordado na BR- 174, por volta das 12 horas, informou a Polícia Civil.

Os dois suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia e autuados em flagrante por receptação. Eles informaram que as pedras são de exploração em um garimpo na Reserva Roosevelt, em Espigão do Oeste (RO), terra dos índios cinta-larga. As pedras seriam comercializadas em Diamantino (MT), segundo eles.

Há décadas, a região é marcada por conflitos e mortes envolvendo garimpeiros e indígenas. Em abril de 2004, na Reserva Roosevelt, 29 garimpeiros foram assassinados pelos índios cinta-largas num garimpo de diamante, às margens do rio. Eles haviam invadido a terra indígena.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade