PUBLICIDADE

Paraná e Santa Catarina registram temperaturas mais baixas do que a Patagônia e bases da Antártida

No Rio Grande do Sul, a temperatura ficou abaixo de zero em 53 cidades

21 jul 2021 13h27
ver comentários
Publicidade

O frio foi intenso no Sul do País nesta terça-feira, 20. Partes do Paraná e de Santa Catarina registraram mínimas de até -8,2ºC, temperatura menor do que a aferida na Patagônia e em bases da Antártida. No Rio Grande do Sul, 53 cidades tiveram temperaturas negativas. Os dados foram compilados pela MetSul Meteorologia.

Em Santa Catarina, o recorde de -8,2ºC foi registrado em uma estação meteorológica da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) em Urupema. No Paraná, a mínima marcada na estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em General Carneiro chegou a -7,9ºC negativos.

As mínimas nos dois Estados foram mais baixas que as registradas na Patagônia, segundo informações do Serviço Nacional de Meteorologia da Argentina. Santa Catarina e Paraná também bateram as mínimas de algumas bases da Antártida, como a base Orcadas (-6,6ºC), base Carlini (-7,8ºC), Centro Antártico Eduardo Frei (-6,6ºC), base Arturo Prat (-5,9ºC), base Bellingshausen (-5,8ºC) e base King Sejong (-6,6ºC).

No Rio Grande do Sul, 53 cidades com estações meteorológicas registraram temperaturas negativas. A mínima foi de -6ºC em Vacaria, nos Campos de Cima da Serra. A Região Metropolitana de Porto Alegre e o Litoral Norte foram as únicas regiões onde os termômetros ficaram acima de zero.

De acordo com a MetSul, a geada foi forte na maioria dos municípios gaúchos e de forte a severa em alguns. Isso deve provocar reflexos na cultura de trigo e prejuízos grandes para produtores de hortaliças. Os campos amanheceram brancos em grande parte do interior do Estado.

Estadão
Publicidade
Publicidade