0

Museu do Ipiranga e Sesc fazem programação especial de Independência

Evento comemora também início do processo de restauração do museu, que deve começar ainda em 2019; programação inclui apresentações de teatro, circo, samba, passeios guiados e batalha de rimas

7 set 2019
10h46
atualizado às 11h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Para celebrar os 197 anos da Independência do Brasil neste 7 de setembro, o Museu do Ipiranga e o Sesc Ipiranga promovem 10 horas de programação cultural ininterrupta e gratuita. O evento pretende valorizar a diversidade do país com grupos que celebram a cultura popular.

Além da celebração da Independência do país, o evento pretende também marcar o processo de renovação e restauração do museu, com o anúncio da construtora vencedora da concorrência para as obras e a assinatura do contrato. As obras de renovação do museu terão início ainda neste ano.

O Museu do Ipiranga foi construído entre 1885 e 1890 e está localizado dentro do Parque Independência, local onde possivelmente foi dado o Grito do Ipiranga. Concebido como um monumento à Independência, ele se tornou a sede do Museu do Estado em 1895, sendo o museu público mais antigo de São Paulo.

A partir de 1963, passou a ser administrado pela Universidade de São Paulo (USP). Desde agosto de 2013 o museu está fechado à visitação pública por causa de desgastes naturais na edificação.

Museu do Ipiranga em festa

A festa tem início às 10h e conta com apresentações de teatro, circo, cortejos, samba, ciranda, intervenções, passeios guiados, shows e batalha de rimas. As atividades contam também com dois concertos: um apresentado pela Orquestra Jazz Sinfônica, as 14h30, em homenagem ao músico João Gilberto; e outro pela Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo (Osusp), junto com o coral da USP (Coralusp), que vai apresentar o Hino Nacional Brasileiro, o Hino à Independência e obras dos compositores brasileiros Heitor Villa-Lobos e Carlos Gomes.

Às 10h, o público presente poderá acompanhar um passeio guiado para conhecer a história do museu e do parque. Às 13h, a Lavagem com Flores e Perfumes vai reunir sambadeiras e percussionistas entoando cantigas e derramando perfume e flores na escadaria da praça cívica.

Haverá atividades também para o público infantil, como a apresentação do espetáculo Histórias do Brasil, que conta a história da chegada de Pedro Álvares Cabral à América até os dias atuais. Também haverá uma caminhada para reconhecimento da vegetação do parque com tradução em libras. Uma batalha de rimas com temas ligados ao Museu do Ipiranga e ao 7 de setembro está marcada para as 16h30.

O evento acontece em diversos pontos do Parque Independência, que compreende o Museu do Ipiranga, a Casa do Grito, a Praça Cívica, o Monumento à Independência, o Jardim e o Riacho do Ipiranga. Confira a programação completa:

  • 10h-18h: Malgranga Cirko/Espetáculo com Cia. Suno M

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    Mini-circo, com pano de roda, espias, camarim, picadeiro e 40 lugares. Nele são apresentados shows exclusivos, com números de mágica, contorcionismo, malabarismos, acrobacias e equilibrismos, com duração média de 20 minutos.

  • 10h-18h: Visitas educativas Museu do Ipiranga em Festa

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    O público será convidado a conhecer a história do Museu do Ipiranga e do Parque Independência por meio de 4 percursos acompanhados por educadores.

  • 10h-18h: Remotupy/Intervenção com Opavivará (RJ)

    Local: JARDINS DO MUSEU

    Uma canoa triciclo elétrica passeará pelos jardins do parque lembrando os transeuntes que ali passa o riacho do Ipiranga.

  • 10h-11h: Passeio Brincante/Intervenção com Babado de Chita

    Local: ALAMEDA XAVIER

    Intervenção artística inspirada em manifestações populares brasileiras. Artistas brincantes propõem uma trajetória, cheia de imagens fantásticas, por reinos não muito distantes.

  • 10h-12h, 14h-16h: Sericleta/Ateliê com Monique Schoenacker

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    Oficina de serigrafia montada sobre uma bicicleta com atividades como produção de cartões.

  • 10h, 11h, 14h e 15h: Passeio Verde especial Libras/Vivência com Instituto Árvores Vivas
  • Local: MEZANINO NAZARÉ

    Durante a caminhada é feito o reconhecimento da vegetação do Parque Independência: flores, folhas, textura de troncos, arquitetura de copas, frutos e sementes.

  • 10h-13h: Maracatu Baque Mulher

    Local: RUA DOS PATRIOTAS

    Grupo de maracatu formado por mulheres promove um espaço de encontro, troca e aprendizado da cultura do Maracatu de Baque Virado.

  • 11h-12h: Show com Tambor de Criola/Flor da Aroeira

    Local: MEZANINO XAVIER

    O tambor de crioula é forma de expressão de matriz afro-brasileira surgida no Maranhão que envolve dança, canto e percussão.

  • 11h-12h, 15h-16h: Sapatos Brancos/Espetáculo de Luis Ferron

    Local: ENTRADA RUA DOS PATRIOTAS

    Sapatos Brancos investiga temas e questões que envolvem tradições pertinentes ao carnaval paulistano, as suas escolas de samba e especialmente o ritual presente na dança do Mestre Sala e Porta Bandeira.

  • 12h-13h: Brinquedos Poéticos/Intervenção com Selma Maria

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    Brinquedos que nascem de palavras: você já viu uma serpente feita só de pentes? Ou uma brincadeira feita de cadeira? Aqui são apresentadas provocações com o nome dos objetos do cotidiano que viram bichos e brinquedos e também adivinhas de "O que é, o que é?"

  • 12h-16h: Meninxs/Contação de história com Taturana Grupo

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    "Meninxs" é uma intervenção que usa técnica de teatro de objetos e tem como inspiração o poema "O Menino Azul" de Cecília Meireles. As apresentações são feitas individualmente e tem duração de 4 minutos.

  • 13h-14h: Bando!/Espetáculo com Coletivo Desvelo

    Local: MEZANINO XAVIER

    "BANDO!" propõe uma invenção nas relações entre mundos distintos. Como isso é possível? Quantas cabeças são necessárias para que o bando surja potente?

  • 13h-14h: Lavagem com Flores e Perfumes/Espetáculo com Nega Duda

    Local: PRAÇA CÍVICA

    Cortejo onde Nega Duda conduz sambadeiras e percussionistas entoando cantigas e derramando perfume e flores.

  • 14h-15h: História do Brasil/Espetáculo com Cia Viradalata

    Local: JARDINS DO MUSEU

    O espetáculo História do Brasil procura explicar os principais acontecimentos históricos do Brasil, desde a chegada de Pedro Álvares Cabral até os dias atuais, de forma lúdica e musical. Os acontecimentos são tratados com leveza e humor, focando na formação dos pilares da estrutura social brasileira.

  • 14h-15h: Des.Cantadas/Espetáculo com Circo Di Sóladies

    Local: GRAMADOS DO PARQUE

    Três palhaças interagem com o público enquanto circulam pelo espaço com seus instrumentos musicais e muito riso e improviso! Propondo uma reflexão sobre o papel da mulher, a intervenção convida o público a conhecer novas versões de músicas infantis e de alguns sucessos da música popular brasileira.

  • 14h-15h: Jongo/Espetáculo com o Grupo de Jongo Mistura da Raça

    Local: RUA DOS PATRIOTAS

    O Grupo de Jongo Mistura da Raça realizará vivências abertas com transmissão oral dos fundamentos e tradições com roda aberta reunindo toques, danças, cantos e demais elementos do Jongo, manifestação cultural afro brasileira

  • 14h30-15h30: Concerto Orquestra Jazz Sinfônica

    Local: PRAÇA DO MONUMENTO

    Composta a partir da união entre a orquestra erudita e a big band, a Jazz Sinfônica completa 30 anos dedicados à música popular brasileira com roupagem sinfônica. No Museu do Ipiranga em Festa presta homenagem a João Gilberto a partir de arranjos para canções que marcaram a carreira do artista.

  • 15h- 16h: A Carne do Coco/Espetáculo com Babado de Chita

    Local: MEZANINO XAVIER

    Um espetáculo de dança inspirado nos bailes populares de terreiros e capoeiras, nas quais a festa do coco de roda, - também conhecida como sambada, baião ou baiano. Em fusão com o carimbó do Pará transforma-se em uma verdadeira "bailada" brasileira.

  • 15h-16h: RÉS - Fragmentos Performáticos/Espetáculo com Corpórea Companhia de Corpos

    Local: MEZANINO XAVIER

    Uma análise artística e poética através da dança sobre as estatísticas que envolvem o sistema de encarceramento em massa no Brasil.

  • 15h-16h: Congada de Santa Efigênia

    Local: RAMPA

    Ícone da cultura tradicional brasileira e paulista, a Congada de Santa Efigênia é uma manifestação afro-católica gestada a partir das heranças culturais dos africanos vindos ao Brasil. Com fortes evidências ligadas às culturas Banto, seus integrantes cantam e dançam para santos católicos, reis e rainhas congos(as), mantendo a tradição trazida pelos escravos.

  • 15h-16h30: Pequeno museu teatral da memória/Espetáculo com o grupo de idosas do Curso de Jogos Teatrais do Sesc Ipiranga

    Local: ESPLANADA

    Uma memória recordada pode dar vozes a outras memórias. Como evitar que a vida seja mera repetição do passado? Como o trabalho com a memória pode estimular a criação cênica? Podemos construir um museu de cenas, um museu de teatro?

  • 15h-17h: Escola de Libras/Intervenção com Corposinalizante

    Local: MEZANINO NAZARÉ

    Uma escola nômade de língua de sinais: um carrinho repleto de dispositivos - papéis, canetas, imagens, banquinhos, palavras, objetos cotidianos e uma bandeira, com uma sentença e uma pergunta grafadas: "aprenda uma outra língua oficial brasileira!" e "o que você quer aprender em língua de sinais?"

  • 16h-17h: Cirandando no Museu/Vivência com Lia de Itamaracá (PE)

    Local: PRAÇA CÍVICA

    Como acontece nas praias de Itamaracá o público é convidado a entrar no ritmo das ondas do mar em uma manifestação coletiva. Pessoas de todas as idades, gênero, cor ou condição social, cirandando, abraçam o símbolo histórico de São Paulo.

  • 16h30-17h30: Brasirima/Sarau com Coordenação de Poeta Legant

    Local: ESPLANADA

    Brasirima é uma batalha de improviso de rimas onde os rimadores duelam partindo de assuntos e formatos pré-estabelecidos e tem por objetivo inspirar e instigar novos artistas urbanos.

  • 16h45-17h45: A Espetacular Charanga do França

    Local: ESPLANADA

    A banda, liderada por Thiago França propõe uma releitura das tradicionais charangas brasileiras, colocando-as num espaço de interpretação mais amplo onde se encontram: Cumbia, Maxixe, Samba e Ragga, entre clássicos e composições próprias.

  • 18h30-19h30: Concerto Museu em Festa

    Local: PRAÇA DO MONUMENTO

    Como ocorre tradicionalmente, a OSUSP une-se ao CORALUSP para promoverem o concerto de encerramento do evento. Apresenta obras dos compositores brasileiros Carlos Gomes, Heitor Villa-Lobos e Camargo Guarnieri, além do Hino Nacional Brasileiro e do Hino da Independência do Brasil, no local onde há 197 anos ocorreu o grito do Ipiranga. Regente: Roberto Tibiriçá.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade