2 eventos ao vivo

Homem incendeia carro para fraudar seguro e inicia queimada

Objetivo do suspeito era receber o dinheiro do seguro do veículo. Chamas se espalharam pela Reserva Biológica de Araras, em Petrópolis

28 jul 2020
23h02
atualizado em 29/7/2020 às 07h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma tentativa de golpe contra o seguro do carro acabou se transformando em um desastre ambiental. De acordo com informações do jornal O Diário de Petrópolis, pelo menos 560 hectares de floresta da Reserva Biológica de Araras, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, já foram consumidos pelo fogo desde a madrugada de segunda-feira, 27.

Carro ficou destruído após ser incendiado em Petrópolis
Carro ficou destruído após ser incendiado em Petrópolis
Foto: Divulgação/Polícia Civil

A queimada começou depois que um homem ateou fogo no próprio carro para tentar receber o dinheiro do seguro do veículo. Por volta das 8h, o acusado compareceu a 106.ª Delegacia de Polícia, em Itaipava, para dizer que seu carro havia sido furtado. Mas os policiais desconfiaram da versão dada e começaram a investigar.

Imagens de câmeras de segurança revelaram que o homem havia comprado, no dia anterior, um galão de gasolina em um posto de combustível na cidade de Três Rios. O suspeito foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato, uma vez que queria receber o valor do seguro do carro, e também por crime ambiental.

Equipes do 15.º Grupamento de Bombeiros (GBM) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) atuam no combate ao incêndio. A reserva biológica estadual preserva os remanescentes da Mata Atlântica na região.

Um outro incêndio está consumindo a mata no Morro do Cobiçado, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), uma unidade de conservação federal de proteção integral. Já foram consumidos 45 hectares da mata, mas as causas do incêndio ainda são desconhecidas. Aparentemente, o fogo começou na região das trilhas de ecoturismo.

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade