11 eventos ao vivo

Estado de SP tem menos homicídios, roubos e furtos em outubro; estupros aumentam

Dados foram divulgados nesta sexta pela Secretaria da Segurança Pública. Capital tem alta de roubos, furtos e homicídios

29 nov 2019
21h56
  • separator
  • 0
  • comentários

SÃO PAULO - O Estado de São Paulo registrou menos roubos, furtos e homicídios no mês de outubro deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 29, pela Secretaria da Segurança Pública. Apesar da redução nestes crimes, houve alta nos registros de estupro.

Os dados mostram que 259 pessoas foram assassinadas em outubro de 2019, são cinco casos a menos do que o registrado no mesmo mês de 2018. Ao longo do ano, o número de vítimas de homicídio chega a 2.236, número menor que os 2.435 de janeiro a outubro de 2018. A redução faz com que o Estado mantenha o padrão de queda de crimes contra a vida. Segundo a secretaria, a taxa de homicídios dolosos por 100 mil habitantes é de 6,51 nos últimos 12 meses, a menor do País.

A queda nos registros criminais em outubro também foi notada nos crimes de roubo (de 21.894 casos para 21.325), latrocínio (27 para 18) e furto (de 44.841 para 43.140 casos) que aconteceram em cidades paulistas. Os crimes também apresentam queda quando a comparação ocorre entre períodos de janeiro a outubro de 2019 e 2018. No período, houve 7,8 mil casos de roubo e 76 casos de latrocínio a menos. A comparação entre a quantidade de furtos ao longo do ano mostra que esse tipo de crime está em alta: de 424 mil casos para 441 mil.

A tendência geral se inverte quando o crime observado é estupro. As cidades paulistas registraram 1.306 crimes de estupro no mês de outubro deste ano, 164 casos a mais ante os 1.142 de outubro do ano passado. Em todo o ano até agora, aconteceram 10.368 casos de estupro, 266 casos a mais na comparação com o mesmo período do ano passado.

Capital

A cidade de São Paulo registrou oito casos a mais de homicídio em outubro, passando de 58 para 66 vítimas. Na capital, também houve mais roubos, com um total de 12.485 casos, o equivalente a 416 crimes dessa natureza praticados por dia. Os furtos também tiveram alta, de 18,2 mil para 18,9 mil registros.

Quanto ao crime de estupro, uma alta também foi notada: os registros passaram de 230 para 302 em outubro. Já os registros de latrocínio (queda de seis casos), roubo de veículo (-595 casos) e furto de veículo (-402) tiveram diminuição no período.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade