0

Empresas de ônibus descontarão dias parados de grevistas no RS

5 fev 2014
19h49
atualizado às 19h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O Sindicato das Empresas de ônibus de Porto Alegre (Seopa) decidiu descontar os dias trabalhados dos rodoviários, que mantêm há 10 dias uma greve que tirou de circulação todos os ônibus da capital gaúcha. Além disso, o sindicato anunciou também que a cobertura do plano de saúde, subsidiado pelas empresas, terminou na última sexta-feira.

A greve dos rodoviários foi decidida em assembleia dia 23 de janeiro e começou no dia 27 de janeiro, com os trabalhadores colocando 30% da frota na rua. No dia seguinte, a Justiça determinou que 70% dos ônibus estivessem nas ruas nos horários de pico, o que levou o sindicato a descumprir a decisão e tirar todos os veículos de circulação.

Na última segunda-feira, um acordo provisório foi firmado entre sindicalistas e empresas de ônibus no Tribuna Regional do Trabalho (TRT), mas os rodoviários decidiram em assembleia na terça-feira continuar com a greve. Pelo acordo assinado no TRT, os rodoviários receberiam um aumento de 7,5% em seus salários, além de reajuste de R$ 3 no vale refeição - que passaria de R$ 16 para R$ 19 diários. Alem disso, a contribuição dos funcionários para os planos de saúde foi reduzida de R$ 40 - segundo a proposta inicial das empresas - para R$ 10.

A categoria pede reajuste salarial de 14%, aumento de R$ 4 no vale-alimentação e a manutenção do plano de saúde, entre outras reivindicações. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade