PUBLICIDADE

Em Brasília, índios terão reunião com Ministério da Justiça

29 mai 2014 10h47
| atualizado às 16h52
ver comentários
Publicidade

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve receber na tarde desta quinta-feira lideranças indígenas que protestam em frente ao ministério. Eles chegaram a fechar os acessos ao prédio no início da manhã. Segundo a assessoria, o encontro deve ocorrer às 17h.

<p>Índios queriam entregar documento com 36 processos de regularização e demarcação de terras</p>
Índios queriam entregar documento com 36 processos de regularização e demarcação de terras
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

De acordo com um dos representantes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Lindomar Terena, participarão da reunião cerca de 20 indígenas. Uma das principais luta das comunidades é impedir a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215/2000. O texto inclui, entre as competências exclusivas do Congresso Nacional, a aprovação de demarcação de terras indígenas e a ratificação das demarcações já homologadas; estabelecendo que os critérios e procedimentos de demarcação sejam regulamentados por lei. A PEC é defendida pelos integrantes da bancada ruralista.

De acordo com um dos representantes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Arpib) Lindomar Terena, os índios querem também, entre outros pontos, entregar um documento com 36 processos de regularização de terras indígenas e reivindicar a efetivação dos processos de demarcação.

No fim da manhã, juntaram-se aos manifestantes quilombolas de todo o País. Eles também questionam a tramitação da PEC.

No início da noite desta quarta-feira, lideranças indígenas reuniram-se com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para pedirem apoio na tramitação de matérias de interesse dos índios.

Agência Brasil Agência Brasil
Publicidade
Publicidade