PUBLICIDADE

Avenida Paulista será reaberta aos domingos para lazer, diz prefeito de São Paulo

Por causa da pandemia de coronavírus, local permaneceu fechado ao público por mais de um ano

13 jul 2021 16h49
| atualizado às 18h21
ver comentários
Publicidade

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), confirmou que a Avenida Paulista, na região central da cidade, será reaberta aos domingos para lazer. A abertura - ou fechamento para veículos - começa no próximo domingo, 18, e terá inicialmente horário reduzido, sendo das 8h até as 12h. O programa havia sido suspenso para evitar aglomerações e o contágio pela covid-19.

"Vamos abrir a Paulista, não de forma total. Ontem (segunda-feira) na nossa reunião de comitê nos foi apresentado que no período das 8h às 12h você tem um público que mantém distanciamento, que é mais família, que vai de bicicleta ou caminhar. À tarde é um outro público, que tem volume maior de pessoas, por isso foi sugerido e eu acatei que será a princípio de manhã", disse Nunes à rádio CBN.

Uma das justificativas para a reabertura da Paulista é que São Paulo tem taxa de 70% de adultos vacinados com a 1ª dose, conforme dados da própria gestão municipal. No entanto, médicos alertam que a imunização completa se dá pelas duas doses aplicadas e é preciso ter cuidado nas flexibilizações. Atividades ao ar livre, que não envolvam aglomerações, têm sido recomendadas por especialistas.

A abertura da avenida faz parte do programa Ruas Abertas, que permite usar o local para fins de lazer do público em geral. A Paulista está fechada desde março de 2020, quando começou a pandemia de coronavírus. Isto porque, diante dos riscos de aglomerações, o então prefeito Bruno Covas decidiu interromper a abertura da avenida para a população.

O prefeito reforçou também a obrigatoriedade do uso de máscara no local. Além disso, Nunes afirmou à rádio que a inauguração do Vale do Anhangabaú, também no centro, ainda não tem data. O prefeito já havia prometido o fim das obras de um dos cartões-postais da capital, que estava com previsão para o final deste mês.

Estadão
Publicidade
Publicidade