0

AP: balsa será usada para auxiliar resgate de desaparecidos em porto

29 mar 2013
14h59
atualizado às 15h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma balsa contratada pela empresa Anglo American, que opera o Porto de Santana, no Amapá - onde seis homens desapareceram na madrugada desta quinta-feira após um acidente com um píer flutuante no local -, será usada para auxiliar na busca pelas vítimas. Nela será instalado um guindaste, que já está no local do acidente, que será utilizado para retirar parte da terra e da estrutura de ferro que atrapalham as buscas pelos desaparecidos.

Área do desmoronamento de terra no porto da mineradora Anglo American, em Santana (AP), que deixou seis funcionários desaparecidos nesta quinta-feira
Área do desmoronamento de terra no porto da mineradora Anglo American, em Santana (AP), que deixou seis funcionários desaparecidos nesta quinta-feira
Foto: Odenislon Silva / Futura Press

Segundo o major Roberto Neri, do Corpo de Bombeiros, uma equipe com cerca de 20 homens, entre mergulhadores e equipe de apoio, farão diariamente, das 7h30 às 18h, buscas no local. Após as 18h, os mergulhadores param a busca, que segue sendo feita superficialmente por uma lancha. Até o momento, nenhuma vítima foi localizada. 

De acordo com o major, a quantidade de terra e a estrutura do píer que desabou no local atrapalham os mergulhadores. Com a chegada da balsa, que está em Macapá, a expectativa é de que o trabalho seja facilitado. Não há expectativa do tempo de retirada do material. “Não dá pra calcular, porque o terreno está muito instável, e tudo tem de ser feito respeitando as normas de segurança”, disse Neri sobre o processo. 

O acidente
Seis pessoas desapareceram na madrugada desta quinta-feira no píer flutuante do Porto de Santana. Três dos desaparecidos são funcionários da Anglo American, e três contratados pela empresa.

O píer é usado para o atracamento de navios que embarcam minério de ferro. Segundo a empresa, as informações iniciais apontam como causa do desmoronamento do píer um volume anormal de água no braço de rio onde está situado o porto. Em nota, a empresa informou que outros portos na região foram afetados.

De acordo com a empresa, além do desaparecimento dos funcionários, o acidente causou a perda de equipamentos, como caminhões e guindastes, que foram "tragados pelo rio". 

(Com informações da Agência Brasil)

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade