0

Butantan pede à Anvisa autorização para 2º lote da CoronaVac

Instituto quer liberar mais 4,8 milhões de doses envasadas em SP

18 jan 2021
13h35
atualizado às 14h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Instituto Butantan pediu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização de uso emergencial para um lote com mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac.

Ampola da Coronavac no Instituto Butantan, em São Paulo
Ampola da Coronavac no Instituto Butantan, em São Paulo
Foto: EPA / Ansa

A permissão concedida no último domingo (17) diz respeito apenas às 6 milhões de unidades importadas prontas do laboratório chinês Sinovac, desenvolvedor do imunizante. Desta vez, o Butantan quer autorização para um lote envasado em São Paulo, a partir do princípio ativo enviado da China.

"Estamos seguros que a análise será feita pela Anvisa com o mesmo critério e mesma agilidade", disse o governador João Doria nesta segunda-feira (18). Essas doses já estão prontas para utilização e podem ser distribuídas assim que a agência sanitária der seu aval.

A CoronaVac tem eficácia de 50,39%, segundo a Anvisa, o que significa que ele reduz pela metade o risco de se contrair o novo coronavírus. .
   

Veja também:

Covid-19: o pesadelo da 2ª onda em plantão de UTI em Londres
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade