4 eventos ao vivo

Auditoria na Petrobras teria encontrado irregularidades em contratos

22 set 2009
06h43
  • separator

Uma auditoria na Petrobras detectou problemas no controle de repasses feitos pela estatal nos últimos dois anos, segundo a edição desta terça-feira do jornal O Globo. O patrocínio de projetos de proteção da infância e da adolescência em São Paulo, no Rio e no Nordeste teria falta de documentação adequada. Verbas também teriam sido repassadas para governos que não comprovaram a aplicação dos quase R$ 5 milhões de reais recebidos, segundo o jornal.

O Estado do Piauí e as cidades de Salvador, Recife, São Luís, Diadema (SP), Cubatão (SP), São João do Meriti (RJ) e Belford Roxo (RJ) teriam recebido as verbas da Petrobras, oriundas de renúncia fiscal, mesmo com pendências de prestações de contas anteriores, o que é proibido por uma norma interna. As doações da Petrobras para o Fundo da Infância e Adolescência (FIA) chegaram a R$ 88,9 milhões em 2007 e 2008, segundo O Globo.

A Petrobras respondeu no seu blog Fatos e Dados que os documentos apontam para situações já regularizadas e "outras ainda por regularizar". "Os pontos relativos ao FIA já foram superados com os esclarecimentos do Departamento Jurídico (...) Os recursos do FIA são oriundos de renúncia fiscal (recursos públicos) e são fiscalizados como determina a lei", afirmou o blog, em postagem do final da noite de segunda-feira.

Veja também:

Bolsonaro fala em 'cartão vermelho' para quem sugere congelar aposentadorias e enterra Renda Brasil
Fonte: Terra
publicidade