5 eventos ao vivo

Áudio de avião que conduziu Lula é vazado nas redes sociais

Na gravação, um homem faz comentários indevidos e xinga petista

9 abr 2018
08h26
atualizado às 08h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um áudio do diálogo entre o piloto do avião que levava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Curitiba e uma pessoa não identificada vazou neste domingo (8) na internet e gerou polêmica.

Ainda de acordo com a FAB, o responsável pelo áudio não foi nenhum operador da torre de controle. No entanto, não há a confirmação se entre as pessoas do diálogo está o piloto do avião.
Ainda de acordo com a FAB, o responsável pelo áudio não foi nenhum operador da torre de controle. No entanto, não há a confirmação se entre as pessoas do diálogo está o piloto do avião.
Foto: Jornal do Brasil

Na conversa, é possível ouvir um homem falando ao piloto "leva e não traz nunca mais". Já em outro trecho, é dito "manda esse lixo janela abaixo aí", fazendo referência a Lula.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou a veracidade dos áudios vazados. Eles foram gravados minutos antes da decolagem do avião que levava o ex-presidente a sede da Polícia Federal.

Ainda de acordo com a FAB, o responsável pelo áudio não foi nenhum operador da torre de controle. No entanto, não há a confirmação se entre as pessoas do diálogo está o piloto do avião.

"Ressalva-se que a frequência utilizada para essas comunicações aeronáuticas é aberta, por isso quem estiver conectado pode ouvir e falar. Porém, as regras de tráfego aéreo orientam que os usuários se identifiquem, o que evidentemente não ocorreu neste caso", escreveu a FAB.

Lula foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no chamado "caso tríplex". Ele é acusado de receber um apartamento no Guarujá (SP) como propina da OAS para favorecer a empreiteira com contratos da Petrobrás. Na última quinta-feira (5), o juiz federal Sérgio Moro emitiu um mandado de prisão contra o ex-presidente, mas ele só se entregou depois de 48 horas do prazo acordado com a PF.

Veja também:
 

 

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade