PUBLICIDADE

Após testes de segurança, TSE constata 5 achados "relevantes" e nenhum grave

29 nov 2021 20h24
ver comentários
Publicidade

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda-feira que os resultados de testes de segurança promovidos no sistema eletrônico de votação na última semana não apresentam incidentes graves.

22/10/2018
REUTERS/Rodolfo Buhrer
22/10/2018 REUTERS/Rodolfo Buhrer
Foto: Reuters

Os testes públicos de segurança apresentaram, no entanto, "achados relevantes", situações que não comprometem o sistema mas indicam pontos do sistema que precisam ser aperfeiçoados, segundo o ministro.

"São ataques importantes, para os quais precisamos encontrar mecanismos de bloqueio, mas só consideramos grave aquilo que tem potencialidade de alterar o voto do eleitor e nenhum deles alcançou isso", explicou Barroso.

O Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação foi realizado entre 22 e 27 de novembro, com 26 investigadores que executaram 29 planos de ataque, segundo o TSE.

"Digo que são 'hackers do bem'. Eles nos ajudam e prestam um serviço fundamental para a Justiça Eleitoral. Utilizamos o Teste em todas as eleições, como mecanismo de aprimoramento das defesas. A cada ano, os ataques se tornam mais sofisticados, porém nossas defesas também são aprimoradas justamente por esses ataques que convocamos", afirmou o presidente do TSE.

A segurança do sistema eletrônico de votação foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro, que pressionava pela aprovação de projeto para permitir o voto impresso. A defesa intransigente da proposta por Bolsonaro, que chegou a desferir ataques pessoais a integrantes da corte eleitoral, incluindo Barroso, escancarou uma crise institucional.

Os ânimos se acalmaram, com a entrada em campo de "bombeiros". Bolsonaro parou de atacar o sistema de votação eletrônica após a inclusão de um representante das Forças Armadas no processo de auditagem por Barroso.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade