PUBLICIDADE

Aos 87 anos, morre cardeal Cláudio Hummes em São Paulo

Religioso deu conselhos a Francisco e era defensor da natureza

4 jul 2022 - 11h36
(atualizado às 11h48)
Ver comentários
Publicidade

A Arquidiocese de São Paulo comunicou nesta segunda-feira (4) a morte do cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito da capital paulista e prefeito emérito da Congregação para o Clero. O religioso lutava contra um câncer já há algum tempo.

Cláudio Hummes era amigo de longa data do papa Francisco
Cláudio Hummes era amigo de longa data do papa Francisco
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"Comunico, com grande pesar, o falecimento do eminentíssimo cardeal Cláudio Hummes [...] após prolongada enfermidade, que suportou com paciência e fé em Deus. O médico dr. Rodrigo Paulino constatou a morte do cardeal, ocorrida um pouco após às 9h da manhã de 04/07/2022", diz a nota assinada pelo atual arcebispo paulista, cardeal Odilo Pedro Scherer, e publicada pelo portal católico "Vatican News".

Dom Hummes teve uma vida dedicada aos mais pobres e também às causas da natureza e trabalhou no Vaticano entre 2006 e 2011, ao lado do papa Bento 16, como prefeito da Congregação para o Clero.

Já no Brasil, atuou como presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e foi escolhido pelo papa Francisco, em junho do ano passado, como presidente da recém-criada Conferência Episcopal da Amazônia.

Com o atual líder católico, de quem era grande amigo, foi a inspiração para a escolha do nome adotado por Jorge Mario Bergoglio ao dar um conselho logo após o conclave que escolheu o argentino para liderar a Igreja Católica. "Não se esqueça dos pobres", disse Hummes.

"Tinha ao meu lado o cardeal Cláudio Hummes, um grande amigo! Quando os votos [no conclave] atingiram dois terços, surgiu o habitual aplauso porque foi eleito o Papa. Ele me abraçou e me beijou e depois me disse: 'não se esqueça dos pobres'. Aquela palavra ficou na minha cabeça: os pobres, os pobres. Logo depois, associando com os pobres, pensei em Francisco de Assis", revelou o Papa a jornalistas pouco após sua eleição em 2013. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade