1 evento ao vivo

'Alguns não ouvem os índios', diz secretário do Sínodo

Cardeal comentou sobre polêmicas com o governo Bolsonaro

20 set 2019
17h05
atualizado às 18h51
  • separator
  • 0
  • comentários

O secretário especial do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, cardeal Michael Czerny, disse que a prioridade da Igreja Católica na assembleia episcopal será "escutar os índios".

Bispos se reunirão no Vaticano em outubro para discutir temas ligados à Amazônia
Bispos se reunirão no Vaticano em outubro para discutir temas ligados à Amazônia
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A declaração chega a cerca de duas semanas para o início do Sínodo, que acontecerá de 6 a 27 de outubro, no Vaticano, e discutirá novas formas de evangelização na Amazônia e a proteção da floresta.

"A melhor coisa que a Igreja faz é escutar os indígenas, coisa que talvez outros não façam", declarou Czerny nesta sexta-feira (20), ao ser questionado por um jornalista brasileiro no Vaticano a respeito da posição da Igreja sobre as polêmicas com o governo Bolsonaro.

O Sínodo é motivo de preocupação no Palácio do Planalto, algo que já foi admitido até pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno. O evento também enfrenta resistência no clero ultraconservador, que é cético quanto ao aquecimento global e critica a atenção dada pelo papa Francisco a temas ambientais.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade