0

Alckmin anuncia Pérsio Arida para coordenar área econômica de programa de governo

19 fev 2018
17h40
atualizado às 17h43
  • separator
  • comentários

O governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, anunciou o economista Pérsio Arida como coordenador da área econômica de seu programa de governo e o classificou como um "craque" em mensagem e vídeo divulgados em uma rede social.

Governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, durante convenção do partido, em Brasília
09/12/2017
REUTERS/Adriano Machado
Governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, durante convenção do partido, em Brasília 09/12/2017 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"O Pérsio Arida assume a coordenação do nosso programa de governo para o Brasil na área de economia com um lema, o nosso lema, crescimento e inclusão", disse Alckmin no vídeo.

"Para o crescimento, agenda de competitividade, abertura da economia, exportação, importação, tirar as amarras do desenvolvimento, desburocratizar, uma agenda de reformas. E inclusão, nós não podemos deixar ninguém para trás", defendeu o governador, que também preside o PSDB.

Arida, de 65 anos, foi um dos responsáveis pela elaboração do Plano Cruzado, durante o governo do ex-presidente José Sarney, que visava combater a hiperinflação no país na década de 1980, mas não teve sucesso.

Anos depois, porém, foi um dos formuladores do Plano Real, que foi bem-sucedido em estabilizar os preços no país, durante o governo Itamar, de quem foi presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

No governo Fernando Henrique Cardoso, foi presidente do Banco Central.

Alckmin deve ser o candidato do PSDB ao Planalto. O partido marcou prévias para definir seu postulante à Presidência para o dia 4 de março. O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, anunciou que disputará as prévias internas tucanas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade