PUBLICIDADE

Bolsonaro vai a posto médico do Planalto; Presidência não informa motivo

Presidente ficou cinco dias internado em julho após apresentar quadro de obstrução intestinal e dores no abdome

8 dez 2021 12h31
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro foi ao posto médico do Palácio do Planalto antes de dar início a sua agenda oficial desta segunda-feira, 6, e lá ficou por quase duas horas. Procurada pelo Estadão/Broadcast Político, a Secretaria de Comunicação da Presidência, no entanto, ainda não informou a razão de o chefe do Executivo comparecer ao local, supostamente em busca de atendimento.

Antes de deixar o Palácio da Alvorada mais cedo, Bolsonaro conversou com apoiadores por cerca de cinco minutos e disse a eles que teria um "compromisso urgente". A primeira agenda do dia do chefe do Executivo foi uma reunião com o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, às 10 horas. Às 17h, o chefe do Planalto participa de cerimônia no Planalto para receber o prêmio Moacir Miccheletto, condecoração da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) concedida anualmente a personalidades de destaque na defesa e promoção da agropecuária brasileira.

Em julho deste ano, o presidente ficou cinco dias internado no hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após apresentar quadro de obstrução intestinal e dores no abdome. As complicações se deviam à facada da qual o então candidato à Presidência foi vítima em setembro de 2018, em Juiz de Fora, no interior de Minas.

Assine o Estadão para ter acesso a notícias e análises mais aprofundadas, além de um aplicativo exclusivo e sem publicidade.

Estadão
Publicidade
Publicidade