0

"Bolsonaro fez declarações desagradáveis", diz Marine Le Pen

11 out 2018
12h26
  • separator
  • comentários

Líder populista francesa afirma não ver presidenciável brasileiro como um candidato de extrema direita e diz que declarações dele são intransferíveis para a França porque a "cultura é diferente".A líder do partido francês Rassemblement National (Agrupamento ou Comício Nacional), Marine Le Pen, afirmou nesta quinta-feira (11/10) "não ver o que" possa fazer do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) um candidato de extrema direita, argumentando que a cultura brasileira é diferente e que é difícil transpor as propostas dele para a França.

"De qualquer forma, basta alguém dizer algo desagradável para ser de extrema direita para as mídias francesas", comentou Le Pen em entrevista à emissora France 2, quando questionada sobre declarações de Bolsonaro sobre as mulheres e os homossexuais.

"Mas ele certamente fez declarações que são extremamente desagradáveis, que não são de forma alguma transferível para o nosso país, é uma cultura diferente", ressalvou a líder populista de direita.

Na avaliação dela, a liderança de Bolsonaro no primeiro turno "é uma reação diante de uma situação de insegurança assustadora" e da "pobreza" que afeta milhões de pessoas no Brasil.

Para Le Pen, "a criminalidade endêmica afeta a liberdade dos brasileiros", que lançaram um sinal de que o tema é prioritário para eles com a opção por Bolsonaro.

AS/afp/ots

_____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp |

App | Instagram | Newsletter

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade