0

Notícias

As notícias que você precisa saber para começar o seu dia

Terra

Leia as principais notícias da noite de ontem (13/12) e madrugada de hoje (14/12)

Confira as notícias que marcaram a noite de ontem e a madrugada de hoje e comece o dia bem informado.

Real sofre, bate Al Jazira e pega Grêmio na final do Mundial

Foto: LANCE!

Grêmio terá pela frente o Real Madrid na final do Mundial de Clubes , no sábado. Nesta quarta-feira, os Merengues tiveram muitos problemas para bater o Al Jazira , em Abu Dhabi, por 2 a 1 . Romarinho abriu o placar para os donos da casa, mas Cristiano Ronaldo e Bale viraram para os espanhóis. Com o gol, o português tornou-se o maior artilheiro da história do Mundial, desde que a competição passou a ser organizada pela Fifa.

STF tem maioria a favor de delação negociada pela PF

Foto: Agência Brasil

Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações premiadas, conforme previsto na Lei de Organizações Criminosas (12.850/2013). No entanto, o placar caminha para restringir a atuação dos delegados. O julgamento foi suspenso e será retomado nesta quinta-feira (14).

Um dos brasileiros mais procurados é preso no Paraguai

Foto: Reuters

Autoridades prenderam nesta quarta-feira (13/12) Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, conhecido como Marcelo Piloto, um dos traficantes mais procurados do país. Ele foi detido em Encarnación, no Paraguai, numa operação da Polícia Federal (PF) em conjunto com a Polícia Nacional do Paraguai, a Secretaria paraguaia Nacional Antidrogas e a Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA).

Irmão de Cabral diz que ganhou R$ 240 mil e emitiu nota fria

Foto: Divulgação

Em depoimento prestado hoje (13) à Justiça Federal, o publicitário Maurício Cabral admitiu ter recebido R$ 240 mil e emitido em troca uma nota fiscal por um serviço que não realizou. No entanto, ele negou participação em qualquer esquema de corrupção. Maurício é irmão do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Ambos estão entre os seis réus de um processo que investiga lavagem de dinheiro obtido como propina. O depoimento foi colhido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Fonte: Equipe portal

compartilhe

publicidade
publicidade