PUBLICIDADE

Após pandemia, brasileiros continuarão investindo na melhoria da própria casa

Home office e quarentena forçada para o combate à Covid-19 ou outras doenças respiratórias incentivaram reformas e melhorias dentro de casa. Especialista lembra que ergonomia não precisa estar presente apenas no escritório, mas deve estar no planejamento de todo mobiliário e espaços.

17 jan 2022 13h42
ver comentários
Publicidade

Desde março de 2020, quando começaram a ser adotadas as primeiras medidas restritivas no Brasil, muitos brasileiros passaram a olhar com mais cuidado para o lugar onde viviam apenas durante algumas horas do dia, mas que a partir de então seria ocupado durante quase todo o tempo. Um levantamento do Google em parceria com a consultoria Consumoteca, divulgado em outubro passado, analisou dados de buscas e entrevistou mil brasileiros para entender o que mudou na relação deles com a própria casa após o surgimento da Covid-19.

Foto: DINO / DINO

Do total de entrevistados, pelo menos 42% disseram que, com a chegada da pandemia, passaram a dar mais valor ao imóvel onde viviam e se sentiam mais conectados com ele. E não foram poucos os que fizeram investimentos na própria casa desde o início da pandemia. Uma pesquisa realizada por uma empresa de aluguel de materiais para construção, divulgada em agosto de 2021, mostrou que 68% dos brasileiros fizeram algum tipo de reforma desde 2020. Pelo menos 38% afirmaram categoricamente que as melhorias foram decorrentes dos novos hábitos adquiridos com a pandemia.

No levantamento do Google, entre os respondentes, 57% afirmaram que, mesmo quando a pandemia acabar, a casa seguirá sendo uma prioridade e vão continuar investindo nela. Os entrevistados também informaram que funcionalidade, conforto, performance e inovação foram as principais motivações que os levam a investir em melhorias para casa.

Com quase 10 anos de experiência na área de projetos, a designer de interiores Patrícia Costa Santos alerta para um item importante que deve estar nos planos de quem vai investir tempo e dinheiro para fazer mudanças dentro de casa: a ergonomia, que é a adequação das necessidades físicas do corpo humano aplicado no ambiente. Especialmente no caso de novos móveis, é preciso garantir que, além de beleza e qualidade, é importante ter garantias de que eles serão funcionais e oferecerão o conforto que se busca no dia a dia. "A importância de trabalhar com a ergonomia é trazer funcionalidade e bem-estar para o ambiente", explica.

A profissional também explica que uma conversa atenta com os desejos do cliente, sua rotina e como vai utilizar o espaço a ser reformada, evita erros no projeto e desperdícios, especialmente de dinheiro. Além da funcionalidade, é preciso garantir a segurança do móvel ou espaço para ter a certeza de que o uso contínuo não ocasionará problemas de saúde para quem o utiliza. Esse cuidado deve ser redobrado ao planejar o espaço que servirá como escritório. 

"A aplicação do conceito ergonômico em todos os projetos evita dores musculares, acidentes de trabalho, entre outros. Por exemplo, é possível cuidar mais da segurança do ambiente pensando na passagem de fios, não deixando nada exposto, e usando objetos coringas como cadeiras com ajustes de altura se, no caso, o ambiente for frequentado por mais de uma pessoa, como marido e esposa. Em resumo, não basta ter o mais lindo projeto sem que ele proporcione funcionalidade, segurança e bem-estar", reforça a designer de interiores.

Para 2022, mais conforto e natureza dentro de casa são tendência, segundo o Pinterest

O Pinterest, rede social de compartilhamento de inspirações em imagens para diversos setores e categorias, divulgou no início de janeiro o que vai ser tendência neste ano segundo pesquisas feitas na própria plataforma pelos seus usuários. Na categoria decoração e "faça você mesmo", a tendência serão móveis e até mesmo espaços em formato mais arredondado. As buscas por mobiliário e objetos de decoração nesse formato foram feitas em vários países.

Outra tendência, que nem é tão nova, mas que continuará em alta em 2022, é o investimento em plantas para decoração de espaços interiores, transformando quintal e sala numa coisa só. Arquitetura biofílica (com vida, com elementos da natureza), escritório biofílico, quarto biofílico, jardim escada e teto floral são os termos mais buscados sobre esse tema.

Ainda em relação à decoração, o Pinterest mostrou outro conjunto de inspirações que vêm atraindo a atenção de seus usuários: a adaptação dos espaços interiores para animais de estimação. Entre os assuntos mais buscados e que mostram essa tendência estão: casa gatificada, design de casas para gatos, quarto de luxo para gatos, quarto de luxo para cachorros e cama de cachorro feita com móveis.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade