"Meu pai só teve orgulho de mim quando cheguei à seleção"

22h46 (atualizado às 22h47)

Márcia Tafarel deixou o Brasil em 2004 para viver e trabalhar como treinadora de futebol nos EUA. De lá para cá, atuando ao lado de uma das principais lendas do futebol feminino brasileiro, a ex-atacante Sissi, ela conquistou a cidadania americana e estudou muito. No entanto, as oportunidades de desenvolver o esporte de mulheres no país natal são escassas. Conheça a história de uma das pioneiras no futebol brasileiro que escolheu o hemisfério Norte para viver após "pendurar as chuteiras".

Papo de Mina
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade