PUBLICIDADE

Prefeitura de SP não executou emenda para restaurar busto de Luiz Gama

Mandato da vereadora Erika Hilton havia disponibilizado R$25 mil para conservação; um pedido de orçamento para a restauração da estátua de Luiz Gama e da Mãe Preta foram feitos, mas ainda sem respostas da prefeitura

12 mai 2022 10h32
ver comentários
Publicidade
Estátua de Luiz Gama segue sem restauração
Estátua de Luiz Gama segue sem restauração
Foto: Imagem: Juca Guimarães/Alma Preta / Alma Preta

A vereadora Erika Hilton (PSOL) disponibilizou R$ 25 mil reais para o "Trabalho de conservação e restauro do busto de Luiz Gama, localizado no Largo do Arouche". A emenda, enviada no dia 20 de Outubro de 2021, foi aprovada no dia 2 de dezembro. O recurso, porém, só foi liberado no dia 22 de dezembro, o que impossibilitou a execução do trabalho.

A regra de recursos da Câmara Municipal é a de que as emendas, encaixadas dentro do orçamento planejado para o ano em questão, devem ser executadas naquele período. Caso contrário, retornam aos cofres públicos. 

Sem êxito no ano passado, o mandato da vereadora deseja enviar nova emenda para reparar o busto do líder abolicionista. A parlamentar pediu, no dia 25 de janeiro de 2022, um orçamento da prefeitura para assim formular uma emenda para a restauração da estátua de Luiz Gama e da Mãe Preta, localizada no Largo do Paissandú. Ainda não há um retorno por parte da prefeitura e, sem o orçamento, a emenda não será criada.

Vereadores têm reclamado do tempo de retorno e aprovação da Casa Civil e de algumas secretarias, em especial a da Cultura, para a continuidade e execução de emendas parlamentares. A secretária de cultura em São Paulo é Aline Torres (PSDB), quem deve ser candidata à deputada federal pelo PSDB, e o responsável pela Casa Civil é Fabrício Arbex.

Estátua de Luiz Gama

O busto em homenagem a Luiz Gama existe desde 1931, no Largo do Arouche, região central de São Paulo. O monumento é uma referência a um dos principais abolicionistas brasileiros e um dos maiores símbolos de orgulho do povo negro.

Luiz Gama é integrante do "Livro de Heróis e Heroínas da Pátria" desde 2018. Ele também foi reconhecido como advogado pela OAB, em 2015, e como jornalista, pelo sindicato da profissão, em 2018.

Outro lado

A prefeitura de São Paulo não respondeu aos questionamentos sobre a não execução da emenda parlamentar referente à restauração do busto de Luiz Gama.

Leia mais: PSOL é o partido mais prejudicado nas emendas parlamentares em SP; vereadores alegam retaliação

Alma Preta
Publicidade
Publicidade