PUBLICIDADE

Athletico-PR promete identificar torcedores envolvidos em atos racistas em jogo com São Paulo

Casos foram expostos nas redes sociais após o duelo entre paranaenses e paulistas pelo Campeonato Brasileiro

1 ago 2022 - 17h16
(atualizado às 19h00)
Ver comentários
Publicidade

A diretoria do Athletico-PR já está se mobilizando para identificar e fornecer as imagens de torcedores que fizeram gestos racistas na partida diante do São Paulo, domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba, em rodada do Campeonato Brasileiro. O caso está entregue à Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe).

Luiz Carlos de Oliveira, delegado encarregado das investigações, relatou que o Athletico-PR sempre colabora em situações desse tipo, mas lamentou que o caso não tenha sido comunicado de imediato para realizar a prisão em flagrante.

Arena da Baixada recebeu o jogo entre Athletico-PR e São Paulo pelo Brasileirão
Arena da Baixada recebeu o jogo entre Athletico-PR e São Paulo pelo Brasileirão
Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer

Nesta partida, o São Paulo registrou um boletim de ocorrência também envolvendo preconceito. O clube alega que um funcionário foi vítima de racismo e relatou ainda que torcedores são-paulinos sofreram agressões de cunho racista nas arquibancadas.

No boletim, consta que um torcedor do Athletico fez uma série de ofensas em tom homofóbico contra um funcionário do clube. A vítima ainda foi chamada de "macaco de merda".

Essa não é a primeira vez que a Arena da Baixada surge como palco de manifestações preconceituosas. Pelo Campeonato Paranaense, Samuel Santos, do Londrina, acusou um torcedor athleticano de injúria racial. Na final da Copa do Brasil de 2021, uma torcedora do rubro-negro do Paraná também foi flagrada imitando um macaco dentro do estádio.

Estadão
Publicidade
Publicidade