- Anuncie
- Assine

   
 
Exposição // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Museu de grandes novidades
Tékhne traça panorama da arte tecnológica nacional e celebra 50 anos do MAB

Por Bela Megale

 

Fotos DIVULGAÇÃO
“Objeto cinético”, de Abhram Palatnik; e “Wanted”, de Lygia Pape

É COM O DENSO DEBATE sobre a convergência entre arte e tecnologia que o Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB-FAAP) celebra seus 50 anos, inaugurando a mostra Tékhne, em cartaz no Salão Cultural até 14 de novembro. Temas como a investigação do processo criativo, a interação entre espectador e obra de arte e a discussão sobre o objeto no campo artístico serão abordadas em trabalhos que integraram as principais exposições de arte tecnológica realizadas no Brasil, de 1964 até os dias de hoje.

Questões levantadas após o surgimento da internet, programas de edição e avanços digitais que transformaram a arte e o comportamento humano integram o Núcleo Contemporâneo, uma das seis divisões da exposição. Nele, podem ser conferidos trabalhos de 11 artistas, como Amélia Toledo, Regina Silveira e Leonardo Crescenti. Os demais núcleos, chamados históricos, possibilitam ao público revisitar obras de expoentes, a partir do retorno de parte do trabalho de cinco mostras exibidas entre 1964 a 1986. Os destaques são a Arteônica, uma das pioneiras em Computer Art, realizada 1971 com curadoria de Waldemar Cordeiro (1925-1973), e O Objeto na Arte - Brasil Anos 60, que esteve em cartaz em 1978 com curadoria de Daisy Peccinini e reunindo nomes como Wesley Duke Lee, Cildo Meireles e Lygia Pape.

Tékhne homenageia também um dos primeiros entusiastas brasileiros do movimento, o professor e crítico Walter Zanini. Simultaneamente é realizada na Sala Annie Alvares Penteado a mostra Memórias Reveladas, que resgata o processo de construção da faculdade de artes plásticas da FAAP.

(Livre)

Museu de Arte Brasileira (MAB-FAAP) –
R. Alagoas, 903, São Paulo.
Tel: (11) 3662-7198. Até 14/11.

 

   


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS