- Anuncie
- Assine

   
 
Estilo // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Ensaio
A herdeira de Ingrid Berman
Filha de Isabella Rosselini e neta da atriz sueca, estrela de Casablanca, Elettra Wiedemann se divide entre as profissões de modelo e biomédica e, em visita ao Brasil, conta suas ideias para a preservação da Amazônia

Por Bianca Zaramella / Fotos: Eduardo Resende / ABÁ / MGT / Styling: Manu Carvalho

 

Vestido Animale, sandálias SCHUTZ e pulseira Raphael Falci

 

A GENÉTICA É PRIVILEGIADA e a elegância, natural. Elettra Wiedemann sabe que recebeu o legado da família. Filha da atriz e modelo Isabella Rosselini, a modelo reflete os traços da mãe e carrega o peso do sobrenome importante que, aliás, ela nem usa para ser reconhecida. Wiedemann veio do pai, um ex-modelo ruivo dos anos 80, que viveu um romance com uma das mulheres mais emblemáticas daquela década. “Nunca vi as coisas desta maneira. Éramos uma família e ponto. Eles se separaram em 1986. Hoje em dia, meu pai é executivo da Microsoft e minha mãe faz os filmes dela e cuida do meu irmão. São estas as minhas referências”, conta Elettra, com a classe e a naturalidade de quem não precisou de anos de análise para superar o complexo de ter uma mãe famosa e linda.

Isabella Rossellini foi a representante mais conhecida da Lancôme por 12 anos, e Elletra segue o mesmo caminho. Rosto da marca de cosméticos francesa há seis anos, a modelo tem o mesmo olhar enigmático das mulheres de sua família. Sua avó era a atriz Ingrid Bergman e seu avô, o cineasta Roberto Rossellini, pai do neorealismo italiano e autor de obras-primas como Roma, Cidade Aberta. “É engraçado porque todo mundo me pergunta sobre a minha avó, mas, para mim, ela só era a estrela de Casablanca. Vi dois ou três filmes dela. Meus avós maternos morreram antes de eu nascer”, explica.


‘‘Sou fascinada pela floresta de vocês desde que li Lost in the City, de David Grann, quando tinha uns 15 anos’’

Vestido Reinaldo Lourenço, scarpins Studio TMLS, pulseira Raphael Falci e anel Ara Vartanian

 

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS