- Anuncie
- Assine

   
 
Carreira // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


A nova pegada de Fiuk
Ídolo teen se despede de Malhação ID e retorna à televisão como apresentador comandando o novo quadro do Fantástico "Jogo da Verdade", com estreia em 1o de agosto

Por Bela Megale

 

Fotos DIVULGAÇÃO/REDE GLOBO

"Brinquei duas vezes de jogo da verdade na adolescência, mas só me dei mal.
Acabei falando muita coisa que não devia"

Fiuk

SENSAÇÃO ENTRE OS ADOLESCENTES, a apimentada brincadeira "verdade ou desafio" ganhará versão comedida na televisão a partir de domingo 1o no Fantástico. Para comandar o quadro, batizado de "Jogo da Verdade", o galã teen Fiuk, 18 anos, foi escalado para girar a garrafa e mostrar sua realidade e a de mais quatro jovens. Em entrevista exclusiva à Gente, o filho do cantor Fábio Jr. fala sobre a estreia como apresentador e revela que seu forte é descobrir verdades e não brincar com elas.

Fotos DIVULGAÇÃO/REDE GLOBO
Fiuk em cena com os outros integrantes da nova atração do Fantástico

Como surgiu o convite para participar do "Jogo da Verdade"?
Surgiu há cerca de dois meses. A ideia partiu da direção do próprio Fantástico. Acho que eles viram os comentários no meu perfil no Twitter, perceberam que só convivo com molecada e resolveram me chamar.

O programa funciona como um jogo da verdade tradicional de adolescentes?
Ele segue o mesmo formato de pergunta e resposta mas não existem as punições. Eu fico no comando do quadro, que envolve eu e mais quatro jovens com realidades bem diferentes. No jogo participam também amigos e discutimos questões da vida de todos, como internet, futuro, família.

Brincava de jogo da verdade na adolescência?
Brinquei umas duas vezes, mas só me dei mal e achei melhor para por aí. Acabei falando muita coisa que não devia.

Já tinha pensado em se tornar apresentador?
Sempre tive essa vontade. Quando a oportunidade apareceu, agarrei com unhas e dentes. Adoro aprender e me entrego sem preconceitos. Foi assim em Malhação, no filme As Melhores Coisas do Mundo, da Laís Bodanzky, e agora no "Jogo da Verdade".

Como está lidando com a pressão de estrear como apresentador em um dos programas de maior audiência do Brasil?
Procuro nem pensar nisso. Sou muito crítico comigo mesmo e até hoje nunca vi um trabalho meu que curtisse. Sempre saio dos shows pensando que poderia ter sido melhor.

Quais são seus próximos projetos?
Não posso dizer senão não acontece. Mas garanto que vocês ainda verão muito minha cara na televisão este ano.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS