- Anuncie
- Assine

   
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Album
Marta Suplicy
Do grêmio escolar ao Ministério

 

Fotos ORLANDO SOAREA/AG.NEWS e MURILLO CONSTANTINO

Foi preciso acumular experiência como psicóloga, tornar-se reconhecida no meio acadêmico, publicar dez livros e comandar o programa pioneiro da televisão brasileira sobre sexualidade, o TV Mulher, para que Marta Suplicy assumisse sua verdadeira vocação: a de política. Apenas em 1995, quando exerceu o primeiro mandato como deputada federal, dez anos após se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT), ela deu início à carreira. Mas, aos 15 anos, no Colégio Nossa Senhora do Sion, em São Paulo, ela já ensaiava os passos políticos, participando da fundação do grêmio da escola nos anos 60. Na mesma época, o homem que seria o pai de seus três filhos, Eduardo, André e João, surgia na sua vida. Eduardo Suplicy chamou a atenção da jovem paulistana ao salvar uma mulher de um afogamento na praia de São Vicente. O casamento duraria 36 anos e chegaria ao fim em 2001, ano em que a vida política de Marta atingiria seu auge, ao vencer as eleições para a prefeitura da cidade de São Paulo, cargo em que permaneceu até 2004. Três anos depois, a paulistana dos Jardins aceitou mais um desafio proposto por pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva: o comando do Ministério do Turismo (até 2008). Em 2010, a mulher que venceu tabus e falou do que era proibido quando a ditadura militar ainda era apagada da vida dos brasileiros coloca mais uma vez sua popularidade à prova lançando-se candidata ao Senado.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS