- Anuncie
- Assine

   
 
Urgente // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Copa 2010
Musa paraguaia desembarca no Brasil
Depois de tirar a roupa para homenagear a atuação da seleção paraguaia na África do Sul, a modelo Larissa Riquelme veio a São Paulo, contou que nunca namorou um jogador e elegeu Pelé como o melhor boleiro de todos os tempos

Por Bruno Deminco Fotos: Rodrigo Albuquerque /Ag.IstoÉ


ELA FICOU CONHECIDA internacionalmente por uma promessa: caso a seleção do Paraguai se classificasse para as semifinais da Copa da África do Sul, Larissa Riquelme correria nua, e com o corpo pintado, por uma das praças mais famosas da capital Assunção. Com a eliminação de seu país, ela transformou a dívida em homenagem e tirou as roupas para as lentes do jornal paraguaio Diário Popular. O amor à camisa de sua seleção e uma pitada de ousadia – ela assistia às partidas com o celular guardado entre os seios – renderam à modelo o título extraoficial de musa da Copa, além de muitos trabalhos. Por isso mesmo, ela aterrissou em São Paulo, na madrugada da terça-feira 13, para fotografar para uma marca nacional de roupas esportivas.

Sem o celular pendurado na famosa “comissão de frente”, a modelo explicou que o aparelho estava no bolso e brincou: “Ele é mágico”. Lari, como é conhecida, não desgrudou do telefone. Enquanto pintava as unhas de uma das mãos, interagia no celular com a outra. Com uma regata bem decotada e uma minissaia jeans, a paraguaia aproveitou para deixar à mostra uma outra característica. Assim como a apresentadora Angélica, Lari tem uma pinta charmosa na perna esquerda.

Apaixonada por futebol, ela conta que aprendeu a gostar do esporte desde pequena, quando acompanhava o pai ao estádio. Larissa adora jogar bola e, em campo, sua melhor posição é como lateral. Solteira aos 25 anos, a modelo jura nunca ter namorado um jogador. “Na verdade, tenho admiração por eles.” Mas é o tipo de admiração que a permite listar os mais belos da Copa, no caso, um brasileiro, um argentino e, claro, um paraguaio: “Kaká, Messi e Santa Cruz”. Mas quando o assunto é bola no pé, ela deixa um pouco o patriotismo. “O melhor do mundo é o Pelé.”

 

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS