- Anuncie
- Assine

 
 
 
Diversão & Arte // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Cinema
Sem tempo para namorar

 

Fotos DIVULGAÇÃO
Cruise é o agente que rouba uma bateria superpoderosa e Cameron, uma mulher comum que entra na correria por acaso


★★ COMÉDIA DE AÇÃO

Tom Cruise e Cameron Diaz têm química, mas, em Encontro Explosivo, a dupla vira coadjuvante das ininterruptas cenas de ação

A PASSAGEM DE TOM CRUISE e Cameron Diaz pelo Rio de Janeiro para divulgar Encontro Explosivo vai além da distribuição de autógrafos e sorrisos. É um esforço para atrair o público, porque a reunião dos atores nas telas custou US$ 117 milhões e, até agora, arrecadou pouco mais de US$ 50 milhões no mercado doméstico. E mais: os US$ 20,5 milhões do primeiro fim de semana nos cinemas americanos representam o pior resultado da carreira de Tom Cruise em 20 anos. Ou seja, o sucesso da produção em terra estrangeira é fundamental para a conta fechar no azul. É uma matemática possível. Operação Valquíria, trabalho anterior de Cruise, teve boa estreia nos Estados Unidos, mas foi com o lançamento internacional – que incluiu passagem do ator pelo Brasil – que o filme foi para o topo da bilheteria.

A arrecadação baixa não significa que Encontro Explosivo seja um fiasco, mas apenas um erro de cálculo do diretor James Mangold. Se em filmes como Garota Interrompida e Os Indomáveis ele se mostrou um ótimo maestro de atores, aqui parece tão fascinado com as vertiginosas cenas de ação que sua luxuosa dupla de protagonistas ficou de coadjuvante. Uma pena, porque os dois dão liga em cena. Cruise interpreta um agente secreto envolvido no roubo de uma bateria superpoderosa e Cameron é uma mulher comum que entra na roda de perseguição por acaso. São tantos tiroteios, explosões e correria que mal sobra tempo para o romance engrenar. A trama mirabolante faz pouco sentido, mas há algo que chama a atenção. Desde Trovão Tropical, quando desapareceu debaixo da maquiagem para dar vida ao gorducho e grosseiro Les Grossman, Cruise tem investido em sua veia cômica. E é esse estilo mais leve e bem-humorado do ator a melhor surpresa de Encontro Explosivo.

(Classificação indicativa: a conferir) Suzana Uchôa Itiberê

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS