- Anuncie
- Assine

 
 
 
Carreira // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Perua eu?
Ao contrário da sua espalhafatosa personagem no seriado Na Forma da Lei, Monique Alfradique diz que não é obcecada por compras ou por um homem que a sustente. O que não quer dizer que ela não seja romântica

Poliana Costa fotos Daniela Dacorso/Ag.IstoÉ

O rosto delicado, os traços finos, os gestos suaves, a estampa irretocável, tudo isso pode até dar a impressão de que Monique Alfradique tem mesmo algo da patricinha Nininha, personagem da atriz no seriado Na Forma da Lei, no ar pela TV Globo. A “perua” passa o tempo torrando o cartão de crédito do marido advogado, no caso, o ator Henri Castelli. Monique, porém, foge do estereótipo de seu papel. “Nininha é uma jovem com transtorno de personalidade, que gasta todos os cartões de crédito do marido porque é muito carente”, explica ela. “Sou completamente diferente. Não sou carente como ela e nunca vou depender de ninguém assim.”

Com os cabelos repicados e escurecidos sutilmente, a atriz confessa que essa independência toda não pode ser traduzida como algo não romântico. Ao contrário. Ela garante que sempre sonhou em entrar na igreja com um lindo vestido branco e isso quase aconteceu há cerca de três anos. Aos 21, ela foi pedida em casamento pelo diretor da emissora carioca, Leonardo Nogueira, mas a relação terminou antes de os dois subirem ao altar.

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS