- Anuncie
- Assine

 
 
 
Bastidores // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


"Não tenho medo de envelhecer. Tenho medo da morte "
Malu Mader está de volta no remake de Ti-Ti- Ti, novela em que atuou há 25 anos, e, aos 43, fala sobre o amadurecimento

Bruno Deminco / Fotos: Marcelo Navarro/Ag.IstoÉ

QUANDO SOUBE QUE UM DOS MAIORES sucessos de audiência da tevê dos anos 1980 ganharia um remake, Malu Mader secretamente desejou participar da nova versão de Ti-Ti-Ti, que estreia na Globo em julho. E o pedido foi atendido. É que a presença da atriz na novela, agora com autoria de Maria Adelaide Amaral, tem explicação: há 25 anos, ela fazia parte do elenco da trama, originalmente escrita por Cassiano Gabus Mendes. Malu tinha 19 anos e estava em sua terceira novela. “Eu tenho uma memória meio louca. Não me lembro de algumas coisas que fiz ontem, mas me lembro nitidamente de situações daquela época”, conta. Na primeira versão, a atriz viveu Walkíria, filha do estilista Jacques Leclair, que tinha um romance à la Romeu e Julieta com Luti, filho do maior rival de seu pai. Na trama atual, ela interpreta a famosa editora de moda Suzana Almeida, ex-mulher de Victor Valentin e mãe de Luti. Ou seja, ela interpreta a sogra de sua antiga personagem. E a atriz não encontra nisso qualquer problema, nem mesmo com a mera constatação da passagem do tempo. Ao contrário, enquanto há quem diminua a idade que tem, ela avança alguns meses e diz ter 44 anos, que só serão completados em setembro. “Não tenho medo de envelhecer. Tenho medo da morte”, diz Malu, que também não tem medo da luta, como mostrou em 2005, quando retirou um tumor do cérebro e, um ano depois, já estava trabalhando, no filme Brasília 18%.

Com o novo trabalho, a atriz ainda se confunde com as lembranças. “Às vezes, quando vou decorar minhas falas para as gravações, procuro pelo nome da Wal. Ainda não me acostumei com a Suzana”, confessa. “Eu ainda conheço pouco dela, estamos sendo apresentadas. Mas ela tem uma relação muito carinhosa com o filho e com o ex-marido. Ela é poderosa e não se incomoda em sustentá-lo”, conclui a atriz, casada com o músico Tony Bellotto e mãe de João e Antônio.

Além das boas lembranças, Ti-Ti-Ti trouxe coisas que ainda fazem parte da vida da atriz. Foi nas gravações de 1985 que Malu conheceu uma de suas melhores amigas: Betty Gofman que fez parte do elenco original e também está na nova versão. “Eu brinco com ela que estamos fazendo bodas de prata de amizade”, diverte-se Malu. Durante as gravações no domingo 30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, elas esbanjaram intimidade. Entre uma cena e outra, elas trocavam segredos ao pé do ouvido e riam, tal e qual duas adolescentes. As botas extravagantes e as roupas joviais e modernas de suas personagens pareciam estar ali muito mais para ilustrar aquele reencontro do que uma cena.

Esse pode ser considerado o grande retorno da atriz nas novelas desde sua participação em Celebridade (2003), como a protagonista Maria Clara Diniz. Em Eterna Magia (2007), a baixa audiência fez com que sua personagem, Eva Sullivan, deixasse de ser vilã para se tornar mocinha. “Eu estava satisfeita com o trabalho, mas começaram a mexer muito na trama e isso me incomodou”, lembra. “Mas não estaria ali se não acreditasse no trabalho. Quando venho, venho para valer.”

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS