- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Pequena notável
Fernanda Vasconcellos revela suas outras faces a Gente em entrevista onde assume que cantou o namorado, Henri Castelli, nega o rótulo de sex symbol, que se acostumou com as imperfeições do seu corpo e do arrependimento que sente por ter colocado silicone nos seios

Camilla Gabriella Fotos Paula Klien/Abá MGT

"Me empresta uma agulha? Vou furar o silicone", brinca Fernanda Vasconcellos após olhar o volume dos seios turbinados nas fotos que ilustram o ensaio para Gente. Há quatro anos a atriz realizou o sonho de menina e colocou uma prótese de 190 ml de silicone para aumentar os seios, que considerava pequenos. A transformação deu novos contornos ao corpo mignon e trouxe o peso na consciência de ter se submetido a uma intervenção cirúrgica sem necessidade. O arrependimento pelo excesso de vaidade, no entanto, veio aliado ao processo de amadurecimento da atriz. "O meu limite da vaidade foi colocar silicone. Era coisa de menina e, hoje, um pouco mais velha, vejo que foi uma bobagem. Me arrependi", admite Fernanda. Apesar da imagem de símbolo sexual, ela dispensa o rótulo. "Não sou sexy, eu sei ser. Fica muito óbvio quando uma mulher é só sexy. É igual ao homem... jamais olharia para um homem que fosse só sexy. É desinteressante. Precisa ser inteligente, ter senso de humor e me tratar bem", diz ela, com toda segurança possível a uma mulher de 25 anos.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS