- Anuncie
- Assine

 
 
 
Especial // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Especial Mães
Unidas em todas as horas
Seja nos momentos de paz, seja naqueles mais turbulentos, Eliana Tranchesi e suas filhas, Luciana e Marcella, mostram completa afinidade, superam dificuldades e miram o futuro à frente de um novo negócio

Bianca Zaramella / Fotos Fabiano Cerchiari/Ag.IstoÉ

EM SUA VILLA NO BAIRRO DO MORUMBI, em São Paulo, a simpatia da empresária Eliana Tranchesi quebra a sobriedade da arquitetura em estilo italiano. Em meio a paredes altíssimas e arbustos verdes, ambientes floridos com orquídeas, ela avisa que suas "meninas" - Luciana, 21 anos, e Marcella, 18 - estão prontas. "Elas já pensaram em tudo para as fotos. Só prefiro ficar aqui dentro por que ainda estou me recuperando", explica ela enrolada em uma mantinha de cashmere, por conta de uma pneumonia. A recuperação preocupa as filhas. "Mãe, fica aqui dentro da sala!", pede Marcela, primeira a chegar e preocupada com o ar frio que circula na casa. "Você já tomou remédio?", pergunta Luciana, que aparece impecavelmente maquiada e vestida.

Todo este carinho reflete a criação que a empresária deu para os filhos, mesmo diante de uma rotina sempre tão cheia de trabalho. No comando da Daslu, Eliana passava a maior parte do seu tempo entre a loja e as viagens internacionais. E, quando possível, carregava as filhas sob sua asa. "Fazia dez viagens por ano. Era uma semana inteirinha de desfiles e eu não podia faltar, mas também não dava para deixar as crianças por aqui. Elas estavam de férias e não tinha o que fazer. A primeira viagem da Lú foi aos quatros anos", relembra a empresária enquanto toma um chá em meio às revistas de moda e sapatos que as filhas espalharam na varanda. É ali que elas costumam discutir o planejamento da marca 284 e a mãe é eterna fonte de inspiração para as duas. "Tenho uma lembrança muito forte da minha mãe à beira da piscina, tomando sol, lendo e recortando as revistas dela. Eu pegava as revistas que ela não usava e fazia igual. Nem sabia o que era e nem tinha o que escrever, mas adorava fazer aquilo", recorda Luciana.

Na piscina do chateau de Eliana, a empresária e suas duas ilhas, Marcella e Luciana, acompanham as tendências da moda em revistas internacionais: exercício feito por elas desde a infância

 

 

 

1 | 2 | 3 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS