- Anuncie
- Assine

 
 
 
Diversão & Arte // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


livros
O Vagabundo no divã

Aina Pinto

Chaplin, como o Vagabundo: uma referência ao pai alcoólatra e uma crítica ao autoritarismo

 


Escrito pelo psicanalista Stephen Weissman, Chaplin – Uma Vida localiza nos filmes do artista referências à infância pobre e ao relacionamento com os pais



NO TEXTO DE INTRODUÇÃO de Chaplin – Uma Vida (Larousse, 320 págs., R$ 44,90), Geraldine Chaplin conta ter ouvido falar do autor, o psicanalista Stephen Weissman, quando ele publicou um artigo sobre a mãe do cineasta. Primeiro, ficou irritada por pensar que ele tratava a avó como uma “puta sifilítica”. Depois, ficou encantada com o modo como o tema era abordado. A reação da filha de Charles Chaplin mostra uma das qualidades do livro: a de não fazer julgamentos do comportamento das pessoas retratadas.

A mãe de Chaplin teve sífilis, que só foi diagnosticada com anos de atraso, quando ela já sofria com a loucura. Weissman identifica nas heroínas dos filmes do artista referências a ela e vê no Vagabundo uma rememoração do pai alcoólatra. Foi também com Carlitos, chutando traseiros, que Chaplin teria expressado seu horror ao autoritarismo que conheceu desde os tempos do orfanato-escola.

 


Ao contar a história dos pais de Chaplin, não há considerações morais nem desculpas para seus atos. Weissman age da mesma forma ao falar do cineasta, evitando olhar seu comportamento com os olhos de hoje – que talvez classificassem os filmes com Carlitos como proibidos para menores, já que têm cenas de bebedeira, de tentativas de suicídio e mesmo de violência. Com um texto que passa ao largo dos conceitos psicanalíticos, o livro mostra uma das maneiras de se investigar o processo criativo. Como, no caso, trata-se de saber como um gênio criou suas obras, isso fica ainda mais intrigante.

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS