- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Viagem
Com o pé na Itália
Às vésperas de ser pai pela segunda vez, de outro menino, o ator vive a expectativa de estrear Passione, sua primeira novela no horário nobre da Globo, interpretando um italiano

Camilla Gabriella


QUANDO COMEÇOU A FAZER aulas de italiano, Daniel de Oliveira nem desconfiava que o aprendizado se tornaria útil em tão pouco tempo. A ideia de aprender o idioma partiu da sua professora particular de inglês, Brígida, e ele acabou topando. Dois meses depois, o ator foi chamado para viver um italiano em Passione, que estreia em maio. “Foi uma grande coincidência. Quando comecei o italiano fazia apenas 20 minutos de aula, depois do convite aumentei para uma hora”, conta Daniel, que agora está em contagem regressiva. O motivo? Na tevê, ele encara seu primeiro personagem em uma novela das oito e, na vida particular, se prepara para o nascimento do seu segundo filho, Moisés, em maio – ele é casado com a atriz Vanessa Giácomo, com quem teve Raul, hoje com 2 anos.

Afastado das novelas desde Desejo Proibido, de 2008, o ator vai interpretar um camponês. “O Agnello tem uma coisa de malandro. Ele trabalha na terra com o Totó (Tony Ramos) e não gosta de ser um homem do campo. O sonho dele é conhecer o mundo, viajar, usar roupa boa e ter uma Lamborghini”, explica. As gravações começaram em março. Durante 26 dias, parte do elenco, como Tony Ramos, Reynaldo Gianecchini e Mariana Ximenes, gravaram cenas na cidade de Florença.

Apesar do ritmo intenso de trabalho, Daniel teve tempo para conhecer algumas cidades italianas, experimentar os costumes locais e, máquina em punho, testar seu talento de fotógrafo, registrando os melhores momentos da viagem para mostrar para Vanessa e Raul. “Em Florença foi muito bom. Não gravei em Roma, mas fui a passeio. É interessante estar na Itália e beber um pouco daquele vinho, pisar um pouco naquela terra e curtir uma cultura diferente”, diz ele, que usou e abusou da tecnologia para encurtar a saudade da família. “A gente se falava pela internet, então já matava a saudade. Mas nada como estar pessoalmente, né?”, comenta. Paralelo à novela, três filmes estrelados pelo ator chegam ao cinema: 400 contra 1, de Caco de Souza, Boca do Lixo, de Flávio Frederico, e 31 Minutos, uma coprodução chileno-brasileira.

 

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS